Início / Notícias / Jogos /

Final Fantasy 14 cresce em assinantes e impulsiona vendas da Square Enix

Apesar do crescimento nas vendas do MMORPG, Square Enix vê queda nos lucros pela falta de lançamentos de peso para consoles

Murilo Tunholi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O relatório financeiro da Square Enix referente ao segundo trimestre de 2021 confirmou o crescimento no número de assinantes de Final Fantasy 14 entre abril e junho. Como isso, as vendas da desenvolvedora também aumentaram em comparação com o mesmo período do ano passado. Os lucros da empresa, no entanto, diminuíram pela falta de novos lançamentos de peso nos consoles, após Final Fantasy 7 Remake.

Final Fantasy 14 (Imagem: Divulgação/Square Enix)

Final Fantasy 14 (Imagem: Divulgação/Square Enix)

Segundo dados do relatório financeiro da desenvolvedora, a Square Enix fez 88,6 bilhões de yenes (cerca de R$ 4,2 bilhões) no último trimestre fiscal. Em relação ao mesmo período do ano passado, em que a empresa havia registrado 87 bilhões de yenes (R$ 4,1 bilhões) em vendas, o aumento foi de 1,8%.

Os destaques positivos do trimestre ficaram para os segmentos de jogos MMORPG e games mobile. Com um aumento de 12% nas vendas de MMO, a Square Enix confirmou que o número de assinantes de Final Fantasy 14 cresceu nos últimos meses. Vale mencionar que o título vive seu melhor momento e continua batendo recordes de jogadores simultâneos.

A Square Enix espera um número ainda maior de assinantes em Final Fantasy 14 até o final do ano, por causa do lançamento da expansão Endwalker, em 23 de novembro. Além disso, Dragon Quest X — outro jogo online — também vai receber conteúdo adicional em novembro, aumentando mais as vendas de MMORPG da empresa.

No segmento de jogos mobile, Dragon Quest Tact, Octopath Traveler: Tairiku no Hasha e NieR Re[in]carnation contribuíram para o crescimento das vendas em 9%.

Lucros da Square Enix caíram após Final Fantase 7 Remake

Já nos games de console houve queda nas vendas, pois os lançamentos mais recentes, como Outriders e NieR Replicant, não performaram tão bem neste ano quanto Final Fantasy 7 Remake em 2020. Mesmo a expansão INTERGRADE de FF7R não foi capaz de segurar os resultados.

Devido à falta de novos jogos de peso para consoles, os lucros da empresa caíram de 24,5 bilhões de yenes (R$ 1,2 bilhão) para 17,3 bilhões de yenes (R$ 821 milhões) entre abril e junho de 2021. Para os próximos trimestres, a desenvolvedora espera se recuperar com a chegada de Life is Strange: True Colors, em setembro, e Marvel’s Guardians of the Galaxy, em outubro.

Com informações: Relatório financeiro da Square Enix, Twinfinite, Siliconera.