Notícias Negócios

Gol segue Azul e fecha acordo para compra de 250 “carros voadores” eVTOL

Após a Azul anunciar a construção de uma frota de aeronaves elétricas, a Gol fecha uma parceria para a compra de 250 "carros voadores" eVTOLs

Bruno Ignacio
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A Gol, companhia aérea brasileira, anunciou nesta terça-feira (21) um acordo não-vinculante com a irlandesa Avolon para a compra ou arrendamento de 250 aeronaves elétricas de pouso e decolagem vertical, batizadas de eVTOL. Os também chamados “carros voadores” ou “táxis aéreos”, são desenvolvidos pela britânica Vertical Aerospace e devem ser implementados na malha aérea do país até 2025.

Aeronave elétrica eVTOL VA-X4 da Vertical Aerospace (Imagem: Divulgação/ Vertical Aerospace)
Aeronave elétrica eVTOL VA-X4 da Vertical Aerospace (Imagem: Divulgação/ Vertical Aerospace)

Trata-se de uma tecnologia emergente no mundo todo e as companhias brasileiras não querem ficar para trás. Em agosto, a Azul já havia anunciado uma parceria com a empresa alemã Lilium para construir uma frota de 220 aeronaves eVTOLs.

Em comunicado, a Gol afirmou que o fechamento do novo acordo comercial está alinhado com sua estratégia de abrir novas rotas pouco atendidas no mercado brasileiro. Além disso, a aquisição, com possibilidade de arrendamento, das aeronaves elétricas estão de acordo com suas metas climáticas, que preveem que a companhia atinja a neutralidade nas emissões de carbono até 2050.

eVTOLs da Gol devem entrar em operação até 2025

A empresa revelou no comunicado que espera que os modelos eVTOLs, mais especificamente aeronaves VA-X4 da britânica Vertical Aerospace, estejam plenamente certificados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) até 2024 e em operação em meados de 2025.

Inicialmente, a Gol vai realizar uma série de estudos sobre a viabilidade do projeto e a infraestrutura necessária para implementar uma frota dessa no Brasil. Além disso, é durante essa fase que a companhia aérea irá trabalhar para certificar as aeronaves com a Anac e outras autoridades do setor.

O modelo em questão é capaz de transportar até quatro passageiros, além de um piloto. A aeronave VA-X4, desenvolvida em parceria com empresas como Honeywell, Microsoft, Rolls-Royce e Solvay, possui alcance de 160 km e pode atingir a velocidade máxima de 320 km/h.

Com informações: O Globo

Bruno Ignacio

Ex-autor

Bruno Ignacio é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. Cobre tecnologia desde 2018 e se especializou na cobertura de criptomoedas e blockchain, após fazer um curso no MIT sobre o assunto. Passou pelo jornal japonês The Asahi Shimbun, onde cobriu política, economia e grandes eventos na América Latina. Já escreveu para o Portal do Bitcoin e nas horas vagas está maratonando Star Wars ou jogando Genshin Impact.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque