Você só poderá votar em enquetes no Twitter se abrir a carteira

Votar em pesquisas será algo exclusivo para usuários verificados; Elon Musk acredita que o Twitter se tornará a única plataforma confiável no futuro

Ricardo Syozi
Por
Twitter deve permitir que usuários ocultem selo de verificação (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Selo de verificação do Twitter (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Elon Musk, CEO do Twitter, anunciou na segunda-feira (27) duas novidades que ocorrerão a partir do dia 15 de abril. Assim, apenas contas verificadas poderão votar em enquetes, limitando as pesquisas ao redor do mundo. Além disso, a aba de “Para Você” passará a recomendar exclusivamente contas com o selo azul ou dourado. Com isso, a rede social do passarinho está prestes a sofrer uma das maiores mudanças que a plataforma já viu.

A notícia surgiu diretamente pelo perfil de Elon Musk. Nele, o empresário anunciou as duas mudanças e, em seguida, deu uma razão para a decisão da companhia. “Essa é a única maneira realista de lidar com a quantidade massiva de bots avançados de IA assumindo o controle. De outra forma, é uma batalha perdida sem esperança”, disse o bilionário.

O CEO também comentou que “está tudo bem ter contas verificadas de bots se eles seguirem os termos de serviço e não personificarem humanos”. Após um usuário questionar a decisão, o chefão respondeu afirmando que sua previsão é que “o Twitter se torne a única plataforma confiável”.

Na prática, isso quer dizer que apenas assinantes do Twitter Blue ou instituições, como empresas e entidades governamentais, aparecerão na aba do “Para você” e poderão votar em enquetes. Vale apontar que até fevereiro de 2023, menos de 1% de usuários do Twitter pagam pela verificação.

Ou seja, toda a brincadeira de criar pesquisas na rede social poderá ser altamente limitada, já que a quantidade de verificados pagantes parece ser pequena em comparação aos usuários comuns.

Selo azul “Legacy” deixará de existir

Para quem usa a rede social do passarinho há muitos anos, o fim de uma era está próximo. Segundo o CEO, a partir do dia 1º de abril, o Twitter vai encerrar o famoso selo azul de verificado gratuito, que era conseguido após muita burocracia.

Usuários que conseguiram o símbolo no passado, simplesmente vão perdê-lo da noite para o dia, a não ser que paguem a assinatura mensal.

Com a necessidade de ter o ícone ao lado do nome de perfil para votar em enquetes e aparecer na aba de recomendações, pode ser que algumas pessoas se sintam impulsionadas a abrir a carteira.

É mais barato assinar o Twitter Blue pela web do que no iOS ou Android
É mais barato assinar o Twitter Blue pela web do que no iOS ou Android (Imagem: Reprodução)

Elon Musk pode estar mentindo… de novo

Qualquer anúncio do Twitter nos últimos meses precisa ser tratado com aquele bom e velho pé atrás. Não é raro quando o CEO afirma alguma mudança em seu perfil da plataforma, mas que não acaba chegando de fato.

Em fevereiro, por exemplo, Musk afirmou que a empresa começaria a dividir receitas de propagandas com os assinantes do selo azul. No entanto, isso ainda não ocorreu. Outra promessa não cumprida foi que o bilionário iria liberar o código-fonte de algoritmos no dia 5 de março, mas até agora, nada feito.

Se as mudanças em relação aos verificados realmente ocorrerem, pode ser que as afirmações do empresário passem a ter mais validade daqui pra frente.

Com informações: The Verge.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ricardo Syozi

Ricardo Syozi

Repórter

Ricardo Syozi é jornalista apaixonado por tecnologia e especializado em games atuais e retrôs. Já escreveu para veículos como Nintendo World, WarpZone, MSN Jogos, Editora Europa e VGDB. Possui ampla experiência na cobertura de eventos, entrevistas, análises e produção de conteúdos no geral. Entrou para o Tecnoblog em 2021.

Relacionados