A AOL (lembra dela?) está limitando o acesso de alguns aplicativos de terceiros à sua rede de bate-papo. Nesta terça-feira (28), usuários do AIM (lembra dele?) foram pegos de surpresa com um aviso de que, a partir de 28 de março, o serviço não dará mais suporte a programas como o Adium.

Aplicativos similares ao Adium, como o Trillian e o Pidgin, utilizam o protocolo de chat OSCAR, da AOL, para se conectar ao AIM. Segundo o Ars Technica, um de seus editores que utiliza o Adium não conseguiu se conectar ao AOL Instant Messenger pelo software, enquanto que outro, usando o Trillian, sequer recebeu a mensagem. Por isso, ainda não está claro se o bloqueio será para apenas um programa ou para a rede toda.

Just got this AIM message. Anyone else still using AIM out there? pic.twitter.com/2WpR1lTwmH

— Cyrus Farivar // @cfarivar@journa.host (@cfarivar) February 28, 2017

Ainda de acordo com o Ars Technica, o serviço de mensagens da AOL tem visto sua base de usuários diminuir drasticamente desde o lançamento do Gmail e do Google Talk, em 2009. Ao site, um ex-funcionário da companhia informou que acredita que uma das razões para a decisão de barrar aplicativos de terceiros é justamente a baixa utilização do serviço, e que manter o protocolo de mensagens OSCAR pode ter se tornado “proibitivamente caro”.

O AOL Instant Messenger continuará funcionando por meio do seu aplicativo oficial, com versões disponíveis para Windows, macOS, Android e iOS. Agora só falta encontrar gente online.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Diego Melo

Diego Melo

Ex-redator

Diego Melo é jornalista e cursa Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Escreve sobre tecnologia desde 2011, fez parte da equipe do Tecnoblog entre 2016 e 2022, produzindo pautas sobre programação, guias e tutoriais de programas. Hoje é desenvolvedor full-stack e trabalha diariamente com tecnologias como JavaScript (Vue.js), PHP (Laravel) e SQL (MySQL).

Canal Exclusivo

Relacionados