BitTorrent é vendida para empresa de criptomoedas por US$ 140 milhões

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses

A empresa por trás da tecnologia BitTorrent e do cliente uTorrent tem um novo dono. Ela foi adquirida por Justin Sun e sua startup Tron, envolvida em uma das criptomoedas mais valiosas do mercado.

O negócio foi fechado por US$ 140 milhões em dinheiro, segundo o TechCrunch. Alguns acionistas estão questionando os termos da aquisição, mas é improvável que isso seja um empecilho — a BitTorrent está procurando por um comprador há algum tempo.

O protocolo BitTorrent é a maior arquitetura descentralizada na internet, e movimenta até 40% do tráfego mundial em um dia normal.

Enquanto isso, a empresa BitTorrent, Inc. não teve o mesmo grau de sucesso. Ela tentou se posicionar como criadora de conteúdo, e até lançou uma plataforma para streaming de áudio e vídeo chamada BitTorrent Now.

No entanto, seu nome ficou muito associado à pirataria, dificultando parcerias com detentores de direitos autorais. Assim, ela vem ganhando dinheiro com anúncios do uTorrent, que podem ser problemáticos — tentando infectar seu computador com malware, por exemplo.

Por sua vez, a Tron criou uma criptomoeda chamada TRX que está no décimo lugar no ranking de valor de mercado — um total de US$ 3,2 bilhões. Acredita-se que o fundador Justin Sun e a TRON Foundation detêm metade disso.

Sun já trabalhou na Ripple, empresa cujo token permite transferências rápidas de dinheiro entre um país e outro. E ele tem planos para usar o TRX como um meio de pagamento dentro do BitTorrent.

A Tron cogita usar a arquitetura peer-to-peer do BitTorrent e seus 170 milhões de usuários para minerar criptomoedas, segundo o TechCrunch. Além disso, ela quer “legitimar” seus negócios: a startup foi acusada de plagiar a FileCoin e o Ethereum para desenvolver o TRX.

A especificação do BitTorrent pode ser usada gratuitamente, por isso clientes open-source como qBittorrent e Deluge não devem ser afetados. Quanto ao uTorrent, será que ele vai instalar um minerador de novo nos computadores dos usuários?

Com informações: TechCrunch, Bleeping Computer.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados