A Microsoft acaba de apresentar ao mercado de telefonia sua mais nova investida no segmento. Durante evento que acontece em San Francisco (e você acompanhou a cobertura minuto a minuto aqui no Tecnoblog), a companhia mostrou ao mundo dois aparelhos de sua mais nova grife de gadgets: a Kin. O Kin One é a versão mais simples, enquanto que o Kin Two é mais completo (e possivelmente mais caro).

Kin Two e Kin One, novos aparelhos da Microsoft.
Kin Two e Kin One, novos aparelhos da Microsoft. (Clique para acessar galeria de imagens)

Ambos os aparelhos são dotados de tela touchscreen, padrão de mercado atual, e também têm um teclado físico deslizante (o famoso slider). O design, que lembra o Palm Pre pelo menos no caso do Kin One, impressiona pela leveza e simplicidade, embora também apresente elegância graças aos tons de preto (ou Black Piano, como preferir) usados.

O Kin One é menorzinho, com tela também pequena e teclado QWERTY bastante fino, com teclas diminutas. A versão maior, o Kin Two tem teclado mais amplo – o que provavelmente facilita o uso para quem tem dedos grandes – e tela em formato widescreen.

Tudo nos aparelhos Kin é pensado do ponto de vista do conteúdo. Devido a isso, uma plataforma bastante intuitiva foi desenvolvida, com a experiência de usuário em foco. Tudo no aparelho pode ser feito com os dedos, com direito a um monte de animações e uma interface que lembra mais ou menos a do Windows Phone 7. No entanto, ainda não há como saber se os Kins rodam de fato o novo sistema operacional da Microsoft, que só deve sair no fim do ano.

Além do celular, o Kin também contará com Kin Studio, um aplicativo web para armazenamento de fotos e demais conteúdos presentes no celular, como mensagens, contatos e vídeos, tornando-se um backup na nuvem. O Kin One terá armazenamento interno de 4GB, enquanto que o Kin Two terá memória de 8GB. No entanto, todas as fotos feitas com a câmera – que tem flash! – serão enviadas diretamente para o site ponto-com.

Kins começam a ser vendidos em maio nos Estados Unidos pela Verizon Wireless. A previsão é de que, até o fim do ano, ele apareça na Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido pela Vodafone. No Brasil… Deixa para lá. 😉

[Atualização às 15h10] De acordo com a Microsoft, os Kins não rodam o Windows Phone 7 propriamente dito. No entanto, a plataforma usada pelos aparelhos compartilha elementos importantes do sistema, como Zune, Bing, serviços do Live e o núcleo. Os Kins seriam aperfeiçoados para a “geração socialmente conectada”, enquanto que o WP7 é voltado para aparelhos voltados para vários públicos distintos.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Na mídia, também atua como comentarista da GloboNews e da CBN, além de ser palestrante, mediador e apresentador de eventos. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na revista Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Canal Exclusivo

Relacionados