CS:GO pede que trapaceiros não usem hacks no jogo em novo patch

Valve inclui link no jogo que leva às Diretrizes de Jogo Limpo de Counter-Strike: Global Offensive e avisa que trapacear é proibido

Murilo Tunholi
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Counter-Strike: Global Offensive (Imagem: Divulgação/Valve)
Counter-Strike: Global Offensive (Imagem: Divulgação/Valve)

Os hackers em Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) são problemas recorrentes, e a comunidade continua esperando a Valve criar medidas que dificultem as ações dos trapaceiros. Na última terça-feira (6), a produtora lançou um patch com recursos para os modos competitivos e ainda incluiu dentro do game um link para as Diretrizes de Jogo Limpo de CS:GO, com um aviso de que é proibido trapacear ou ofender pessoas.

A atualização trouxe pequenas mudanças à interface do matchmaking de CS:GO. A partir de agora, o modo Premier pode ser selecionado junto com outros mapas competitivos, e os jogadores têm a opção de salvar e carregar suas seleções de arenas favoritas para agilizar a criação de partidas. Entre as outras novidades estão correções de bugs e melhorias na estabilidade do game.

Contudo, a parte mais curiosa da atualização é a inclusão dentro do jogo de um link que leva os jogadores à página de Diretrizes de Jogo Limpo de CS:GO. Essa mensagem vai aparecer sempre que usuários jogarem nos servidores oficiais da Valve. A ideia da desenvolvedora é diminuir os casos de trapaças e má-fé no game com o aviso.

Valve quer que todos joguem para vencer sem trapacear

Segundo as diretrizes, os jogadores de CS:GO não devem usar hacks ou cheats, ofender ou abusar verbalmente aliados e adversários, e conseguir vantagem com macros. Além disso, as regras dizem que, nos modos Competitivo e Wingman, todos devem sempre jogar para vencer e nunca abandonar uma partida antes do final.

A Valve ainda avisa que desrespeitar o regulamento do jogo pode resultar em penalidades, como suspensões, comunicação restrita e até banimentos. No final do texto, a desenvolvedora inclui uma observação explicando que “é permitido tentar coisas novas e experimentar outras estratégias e táticas, mas os jogadores não podem entrar em uma partida com intenção de perder ou atrapalhar os parceiros de equipe”.

Será que a Valve espera mesmo que os trapaceiros sintam vergonha por estarem desrespeitando as Diretrizes de Jogo Limpo de CS:GO e parem de usar hacks? A única certeza é que os cheaters ainda existem e, quando são banidos, retornam ao jogo com contas novas.

No final das contas, os mais prejudicados acabam sendo os jogadores inocentes, que até já perderam o acesso ao Prime gratuito em outra tentativa da desenvolvedora de eliminar hackers das partidas competitivas.

Com informações: PC Gamer, Dot Esports, CS:GO Blog.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Murilo Tunholi

Murilo Tunholi

Ex-autor

Jornalista, atua como repórter de videogames e tecnologia desde 2018. Tem experiência em analisar jogos e hardware, assim como em cobrir eventos e torneios de esports. Passou pela Editora Globo (TechTudo), Mosaico (Buscapé/Zoom) e no Tecnoblog, foi autor entre 2021 e 2022. É apaixonado por gastronomia, informática, música e Pokémon. Já cursou Química, mas pendurou o jaleco para realizar o sonho de trabalhar com games.

Canal Exclusivo

Relacionados