Feira IFA terá evento presencial com limite de pessoas

IFA Berlim está marcada para setembro de 2020 com mudanças e limite de convidados devido à COVID-19 (novo coronavírus)

Bruno Gall De Blasi
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Feira IFA Berlim (Foto: James Cridland/Flickr)

A IFA Berlim terá evento presencial em 2020, mas com algumas alterações devido à COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus. De acordo com os organizadores nesta terça-feira (19), a feira de eletrônicos está marcada para setembro, em Berlim. Ainda assim, somente pessoas convidadas terão acesso às conferências na Alemanha.

O evento presencial da IFA Berlim chegou a ser cancelado em abril devido às medidas do governo local para combater o novo coronavírus. Em uma publicação do Twitter, os organizadores prometeram “um conceito inovador” para a edição deste ano, mas não revelaram detalhes sobre o novo formato.

Cerca de um mês depois, os responsáveis pela feira trazem novidades. De acordo com os organizadores, a IFA 2020 acontecerá entre 3 e 5 de setembro, em Berlim, mas não estará aberta ao público e terá limite de 1.000 pessoas por evento. Ou seja, somente convidados poderão visitar as conferências.

“O conceito da IFA 2020 foi desenvolvido em estreita colaboração com as autoridades de saúde pública da Alemanha para garantir a saúde e a segurança de todos os participantes. Os organizadores garantirão o distanciamento social, o controle cuidadoso da multidão e outras medidas eficazes de higiene pública”, explicam.

Serão quatro eventos, ao todo. Entre eles estão a IFA Global Press Conference, onde haverá duas ou três conferências para cerca de 800 jornalistas, a IFA Next e IFA Shift Mobility unidas em uma única conferência, a IFA Global Markets e a IFA Business, Retail & Meeting Lounges.

Os responsáveis pela IFA ainda anunciaram eventos virtuais para quem não puder ir à feira presencial: “os organizadores sabem que o interesse em participar da IFA 2020 superará os lugares disponíveis, enquanto algumas pessoas ainda podem estar sujeitas a restrições de viagem. É por isso que a IFA oferecerá a todos oportunidades virtuais para fazer parte da experiência da IFA Berlim”.

O anúncio desta terça-feira (19) dá uma sobrevida aos eventos de tecnologia em 2020, já que a maioria foi cancelada devido à COVID-19. Em alguns casos, os efeitos da pandemia no mundo afetaram até mesmo o cronograma de conferências de 2021, como é o caso do Facebook.

Além disso, os impactos do novo coronavírus atingem diretamente a rotina dos escritórios das empresas de tecnologia. Recentemente, Facebook, Google e Nubank liberaram o home office até o fim do ano. Já o Twitter autorizou o trabalho remoto por tempo indeterminado, mesmo após a pandemia.

Com informações: The Verge, TechCrunch e IFA

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi

Ex-autor

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Escreveu para o TechTudo e iHelpBR. No Tecnoblog, atuou como autor entre 2020 e 2023.

Canal Exclusivo

Relacionados