Final Fantasy 14 se torna o jogo mais lucrativo da franquia de RPGs

Com mais de 24 milhões de jogadores registrados, Final Fantasy XIV é o maior sucesso da história da franquia nos últimos 34 anos

Murilo Tunholi
Por
• Atualizado há 2 anos e 6 meses
Final Fantasy 14 é o MMORPG da Square Enix (Imagem: Divulgação/Square Enix)

Final Fantasy 14 se tornou o título mais lucrativo de toda a história da franquia de RPGs da Square Enix, segundo o diretor do game, Naoki Yoshida. De acordo com ele, o MMORPG já conta com mais de 24 milhões de jogadores registrados e segue crescendo com o passar dos dias. Essas informações foram compartilhadas em um evento de prévia da próxima expansão, Endwalker, que será lançada em 23 de novembro.

Depois de um lançamento conturbado em 2010, Final Fantasy 14 passou por uma jornada de redenção para ocupar o posto de jogo mais lucrativo da série, hoje. Nos primeiros dois anos de vida, o game não vingou e quase foi fechado para sempre. Em 2012, porém, Yoshida assumiu a direção da equipe de desenvolvimento e reformulou o game desde o início, criando Final Fantasy 14: A Realm Reborn.

Desde então, o MMORPG tem crescido de forma constante. Segundo dados revelados no evento de prévia de Endwalker, Final Fantasy 14 tinha pouco mais de 4 milhões de jogadores registrados em 2015. Já em 2017, no lançamento da expansão Stormblood, o game contava com 10 milhões de usuários. Hoje, esses números mais que duplicaram.

Em relação à sua história com o jogo, Yoshida disse o seguinte: “Todos vocês sabem como as coisas foram difíceis para nós com o Final Fantasy 14 original. Passada aquela época, fomos capazes de transformar o título em um jogo capaz de oferecer uma grande contribuição para os lucros da nossa empresa [Square Enix]”.

Para o futuro, Yoshida garante que “não vai poupar despesas com investimentos” para garantir que o jogo continue a ser um sucesso. O diretor também aproveitou para falar sobre a sua relação com a comunidade do MMORPG em um post no blog do PlayStation.

“Do nosso ponto de vista como equipe, não pensamos nos jogadores apenas como jogadores. Nós realmente os consideramos nossos amigos e parte de nossa família, pois estamos nisso juntos. Acho que se há algo que diferencia Final Fantasy 14 de outros títulos do gênero, é que nós queremos que FF14 seja focado em uma história de alta qualidade. Para mim, esse é o ponto de virada quando nos comparamos a outros MMORPGs”.

Naoki Yoshida, diretor de Final Fantasy 14.

Endwalker vai concluir a história de A Realm Reborn

A próxima expansão de Final Fantasy 14, Endwalker, deve abrir as portas do mundo de Eorzea para ainda mais jogadores. Com lançamento marcado para 23 de novembro, o conteúdo vai incluir duas novas classes — Reaper e Sage —, mais níveis para evoluir, masmorras e raides inéditas, além da conclusão da campanha iniciada em A Realm Reborn.

Mesmo com o fim da história, Yoshida não pretende parar o desenvolvimento do MMORPG. Segundo o diretor, a equipe já está planejando os próximos dez anos de conteúdo, incluindo novas campanhas e mecânicas de gameplay para o jogo.

Com informações: Eurogamer, IGN, PlayStation Blog.

Relacionados