Foto por othree/Flickr

Há algumas semanas, o Google decidiu restringir a reprodução automática de áudios em abas do Chrome 66. A ideia era silenciar anúncios e vídeos incômodos, mas não foi bem recebida por alguns desenvolvedores.

Afinal, a medida fez com que vários games e aplicativos para o navegador também deixassem de funcionar. Para resolver o problema, o navegador fará uma concessão temporária: o bloqueio do autoplay será removido para jogos e outros projetos interativos.

A medida serve para esses sites terem mais tempo de atualizar seus códigos segundo a política do Web Audio API. O anúncio, no entanto, não vale para a maioria dos sites que executam áudios e vídeos.

“Não fizemos um bom trabalho em comunicar o impacto da nova política de reprodução automática aos desenvolvedores”, admitiu o diretor de produtos do Google, John Pallett.

Segudo ele, o bloqueio mais amplo voltará a ser realizado no Chrome 70, que será liberado em outubro. Até lá, a empresa deverá procurar soluções para atender às demandas de usuários e desenvolvedores.

“Ainda estamos explorando opções para oferecer ótimas experiências de áudio para os usuários, e nós publicaremos mais ideias detalhadas mais tarde”, disse Pallett.

Com informações: Google, The Verge.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Ex-autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi autor, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Canal Exclusivo

Relacionados