Hackers roubaram US$ 3 bilhões em criptomoedas em 2020

Novo estudo revela que US$ 3 bilhões foram roubados de carteiras digitais de criptomoedas por hackers no ano passado

Bruno Ignacio
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Mercado de criptomoedas registra maior entrada trimestral de fundos (imagem: WorldSpectrum/ Pixabay)
Criptomoedas (imagem: WorldSpectrum/ Pixabay)

Cerca de US$ 3 bilhões foram roubados de carteiras digitais de criptomoedas por hackers ao longo de 2020. Um novo estudo da Atlas VPN, publicado nesta última terça-feira (12), compilou números fornecidos pela plataforma Slowmist Hacked, que contabiliza ataques a projetos, aplicativos e tokens vinculados a redes blockchain.

O estudo apontou que no ano passado foram registrados 122 ataques de hackers, causando um prejuízo total de US$ 3,78 bilhões, baseado nas taxas de conversão referentes a 12 de janeiro de 2021. Esse montante diz respeito a invasões a carteiras digitais de criptomoedas, a aplicativos decentralizados (DApps) e a corretoras que trabalham com criptoativos.

Roubos a carteiras digitais causaram maior prejuízo

Cerca de US$ 3,03 bilhões foram roubados de carteiras digitais de criptomoedas no ano passado, representando 80% do montante total registrado. Foram ao total 27 invasões bem sucedidas de hackers, com uma média de prejuízo de US$ 112,12 milhões por roubo. Essas carteiras são utilizadas por usuários de criptomoedas para armazenar, transferir e receber seus ativos, por isso são o mais lucrativo alvo de criminosos.

Em segundo lugar, ficaram as invasões aos chamados DApps vinculados ao blockchain da Ethereum (ETH). Esses foram os mais numerosos hacks, contabilizando um total de 47 violações ao longo do ano. O prejuízo registrado foi de aproximadamente US$ 436,36 milhões, uma média de US$ 9,28 milhões por roubo.

Em terceiro lugar estão os ataques às corretoras e casas de câmbio de criptoativos. Foram registradas 28 invasões de hackers que levaram consigo cerca de US$ 300,15 milhões, com a média de US$ 10,72 milhões em prejuízos por roubo.

Número de hacks cai pela primeira vez em 5 anos

Por mais que singela, houve uma redução no número de invasões de hackers a redes blockchain em 2020 pela primeira vez ao longo de 5 anos. Comparado ao resultado de 133 ataques em 2019, no ano passado se observou uma diminuição de 8% nos casos divulgados.

A divisão trimestral das estatísticas de 2020 mostram que o terceiro trimestre do ano foi responsável pelo maior número de invasões, 52. Enquanto os três primeiros meses do ano registraram a menor quantidade de casos, apenas 13 ocorrências.

Com informações: Atlas VPN, Decrypt

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Bruno Ignacio

Bruno Ignacio

Ex-autor

Bruno Ignacio é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. Cobre tecnologia desde 2018 e se especializou na cobertura de criptomoedas e blockchain, após fazer um curso no MIT sobre o assunto. Passou pelo jornal japonês The Asahi Shimbun, onde cobriu política, economia e grandes eventos na América Latina. No Tecnoblog, foi autor entre 2021 e 2022. Já escreveu para o Portal do Bitcoin e nas horas vagas está maratonando Star Wars ou jogando Genshin Impact.

Canal Exclusivo

Relacionados