Início / TB Responde / Finanças /

O que é uma memecoin?

Já ouviu falar em dogecoin e em criptomoedas baseadas em memes? Saiba o que é uma memecoin e se essa categoria deve ou não ser levada a sério

Bruno Ignacio

Por

TB Responde
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Se você sabe o que é uma criptomoeda, você com certeza já ouviu falar sobre bitcoin (BTC). No entanto, existe ainda um infinidade de moedas digitais por aí, cada uma com um propósito e origem diferente. Inclusive, há uma categoria dedicada somente aos criptoativos criados como piadas ou inspirados em memes. Sem mais delongas, vamos entender melhor o que é a chamada memecoin.

O que é memecoin?
O que é memecoin? (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Em poucas palavras, as memecoins são criptomoedas inspiradas em memes e piadas da internet. O dogecoin, ativo mais famoso do tipo, foi inspirado no meme Doge, criado a partir de uma foto viral de um cachorro Shiba Inu. Essas moedas digitais geralmente não devem ser levadas a sério, mas ainda podem ganhar força quando membros da comunidade cripto as compram aos montes para participar da piada.

Dogecoin, o pai das memecoins

Dogecoin, shiba inu, dogelon mars, baby doge, doge dash… todas essas criptomoedas foram criadas como brincadeiras, críticas divertidas ou sátiras de moedas já existentes. No entanto, há uma fator comum entre os nomes mencionados acima, a maioria deriva do termo “doge”, e isso não é uma coincidência.

Imagem moeda dogecoin
A Dogecoin é uma das memecoins mais famosas (Imagem: Kanchanara/ Unsplash)

Criada como uma sátira ao bitcoin ainda em 2013, o dogecoin tomou os noticiários do mundo todo em 2021 e chegou a estar entre as dez criptomoedas mais valiosas do mercado. Elon Musk, o CEO da Tesla e da SpaceX, até mesmo a adotou como sua favorita e chegou a se autointitular “dogefather”.

As memecoins são, muitas vezes, imitações ou sátiras de outras moedas digitais populares. No caso, o dogecoin foi a grande precursora dessa categoria curiosa de ativos digitais. Então, diante de seu sucesso repentino em 2021, muitas outras moedas derivadas surgiram na esperança de participar da euforia de mercado. Algumas, inclusive, foram golpes, esquemas pump and dump, ou ainda participaram de alguma forma de outras fraudes.

Embora elas sejam muitas vezes criadas como piadas, essas moedas podem se tornar assustadoramente populares. No caso do dogecoin, seu preço disparou entre janeiro e abril de 2021, superando os 2.000% de valorização em questão de poucos meses, de acordo com dados do CoinMarketCap. Ainda assim, seu valor individual nunca foi muito alto e mesmo seu recorde de preço ficou abaixo de US$ 1.

Memecoins devem ser levadas a sério?

O meme que inspirou as criptomoedas dogecoin e shiba inu (Imagem: Reprodução)
O meme que inspirou as criptomoedas dogecoin e shiba inu (Imagem: Reprodução)

Uma vez que uma memecoin se torna popular e dispara em valor, investidores de varejo às vezes vão no embalo e impulsionam ainda mais a moeda. Celebridades e influenciadores também aumentam a popularidade de certas moedas baseadas em memes. Elon Musk é provavelmente a pessoa mais famosa por fazer isso, e há até outro ativo inspirado no dogecoin chamado Floki Inu, baseado no cão de estimação do CEO da Tesla e SpaceX.

No entanto, isso não significa que elas sejam uma oportunidade de investimento. Na realidade, essa classe de criptoativos deve ser tratada com extrema cautela. Mesmo a dogecoin, por exemplo, teve altos e baixos muito próximos uns dos outros. Conforme mostram dados do CoinMarketCap, essa memecoin saiu do patamar de US$ 0,03 em janeiro de 2021 para chegar ao valor de US$ 0,68 em abril do mesmo ano. No entanto, em março de 2022 seu preço beirava os US$ 0,10.

Gráfico mostrando os preços do dogecoin entre outubro de 2020 e março de 2022
Preços do dogecoin entre outubro de 2020 e março de 2022 (Imagem: Reprodução/ CoinMarketCap)

Enquanto muitas pessoas de sorte conseguiram lucrar muito com memecoins, a enorme imprevisibilidade as torna um dos investimentos mais arriscados do universo cripto. Além disso, a vasta maioria conta com preços individuais baixos e suprimentos de trilhões de unidades. Muitas nem sequer possuem limite de emissão, ou seja, podem ser geradas infinitamente, o que naturalmente implica em ainda mais volatilidade.

Pela lógica econômica mais básica, os preços do dogecoin, por exemplo, dificilmente são sustentados por muito tempo. Dessa maneira, as memecoins dependem muito de engajamento nas redes para crescerem. O maior exemplo disso foi quando comunidades do Reddit, inspiradas pelo caso do WallStreetBets e das ações da GameStop, inflaram rapidamente o preço do dogecoin no início de 2021.

Em resumo, memecoins podem ser divertidas, podem gerar algumas risadas e eventualmente algum lucro, se você tiver sorte, mas não devem ser levadas a sério como investimento. No final das contas, é muito provável que se perca dinheiro, a não ser que você seja Elon Musk e consiga inflar os preços de criptomoedas com alguns posts no Twitter.

Com informações: CNBC, Investopedia