Facebook Messenger ganha reações, botão de dislike e @menções

Jean Prado
Por
• Atualizado há 2 meses

O Facebook vinha testando alguns recursos novos no Messenger este mês, e agora eles são oficiais: as reações e @menções estão chegando ao aplicativo.

Como explicamos por aqui, as reações para interagir com uma mensagem são basicamente as mesmas que vemos no Facebook: “amor”, “sorriso”, “uau”, “triste” e “bravo”. (Como mostra a imagem acima, o botão “amor” é um emoji apaixonado em vez de um coração em si.)

Há também duas opções que parecem like e dislike, mas que a rede social chama apenas de “sim” e “não”. A empresa diz ao Tecnoblog que “o intuito não é o de curtir ou deixar de curtir algo, e sim marcar se concorda ou não com um convite para um jantar, por exemplo”.

Uma animação será mostrada quando o usuário receber ou enviar uma reação a qualquer mensagem:

Além disso, essas reações ficam visíveis no canto inferior da mensagem. Se você tocar nela, consegue ver como cada membro do chat em grupo reagiu ao que você escreveu ― assim como acontece na rede social.

Além disso, o Messenger ganhou suporte a Menções: em uma conversa, você pode citar alguma pessoa com arroba (@fulano) para que ela seja notificada da mensagem. Isso é útil para fazer alguém que silenciou o grupo prestar atenção no que está sendo discutido. Felizmente, é possível desativar a notificação por @menções.

Essas novidades estarão disponíveis também para o Chat no Workplace, plataforma do Facebook que concorre com o Slack e visa melhorar a comunicação corporativa. Você deve começar a ver os recursos de reações e @menções no Messenger nos próximos dias.

Atualizado às 17h48

Receba mais sobre Facebook Messenger na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Jean Prado

Jean Prado

Ex-autor

Jean Prado é jornalista de tecnologia e conta com certificados nas áreas de Ciência de Dados, Python e Ciências Políticas. É especialista em análise e visualização de dados, e foi autor do Tecnoblog entre 2015 e 2018. Atualmente integra a equipe do Greenpeace Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados