Mais uma empresa brasileira deve estrear na bolsa de valores de Nova York (NYSE). O PagSeguro, sistema de pagamentos do UOL, entrou nesta terça-feira (26) com um documento preliminar para negociar suas ações nos Estados Unidos. Se o projeto vingar, a oferta inicial de ações (IPO) pode acontecer em 2018.

Segundo a Folha, o PagSeguro quer arrecadar dinheiro para financiar aquisições de outras empresas e realizar investimentos “no negócio, em tecnologias ou em produtos que são complementares ao nosso negócio”. Um dos atrativos da empresa é que o mercado de pagamentos digitais no Brasil ainda é pequeno quando comparado aos países desenvolvidos e tem espaço para crescer.

Nos primeiros nove meses de 2017, o PagSeguro teve faturamento de R$ 1,7 bilhão (alta de 123% quando comparado ao mesmo período de 2016) e lucro de R$ 290 milhões (crescimento de 225%).

Outras empresas brasileiras seguiram pelo mesmo caminho em 2017: a Netshoes fez um IPO na bolsa de Nova York em abril, captando US$ 138,9 milhões; no mesmo mês, a Azul abriu o capital simultaneamente na NYSE e na Bovespa. O motivo é que, embora os custos de um IPO no Estados Unidos sejam mais altos, há mais investidores dispostos a comprar ações de empresas de tecnologia.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados