Início / TB Responde / Carro /

Como funciona o hyperloop, transporte tão veloz quanto um avião

Velocidade de voo com força G de um trem; saiba como funciona o hyperloop, o futuro conceito de mobilidade interestadual

Por

Imagina, ir trabalhar em São Paulo e voltar no mesmo dia a tempo de pegar uma praia no Rio de Janeiro. Com uma viagem de 29 minutos entre as capitais isso seria possível. Veja abaixo, como funciona o hyperloop, o transporte que oferece velocidades próximas ao dos aviões com o conforto de primeira classe, facilidade de operação de um metrô e força G dos trens comuns.

Como funciona o hyperloop? (Imagem: Virgin/Divulgação)
Como funciona o hyperloop? (Imagem: Virgin/Divulgação)

É ficção ou realidade?

O nome hyperloop remete aos fãs de ficção científica algo que poderia facilmente ser do universo Star Trek, porém, os estudos e testes já estão sendo feitos com o futuro transporte de “cápsulas”. O sistema funciona como “pequenos vagões” independentes, por isso não podem ser chamados de trens, são cápsulas ultra modernas com capacidade para até 30 passageiros.

Como funciona?

O sistema hyperloop consiste em tubos vedados e vácuo parcial, conectando hubs de mobilidade em grandes áreas metropolitanas, veículos pressurizados — como os aviões —, geralmente chamados de pods ou cápsulas na tradução livre em português, que podem se mover em velocidades muito altas, por conta dos sistemas de levitação e propulsão sem contato, bem como ao baixo arrasto aerodinâmico — resistência do ar.

1. Motor

Um conjunto modular de 4 motores de propulsão flanqueiam cada lado do veículo e suportam velocidades de cruzeiro próximas a 1000 km/h em menos de 5 minutos. O motor tem um fator de potência 50% melhor, é 50% mais compacto e pode chegar a 2 ou 3 vezes mais rápido do que os sistemas concorrentes — como o trem bala.

2. Ambiente controlado nos dutos

Foi criado um ambiente de vácuo parcial, reduzindo a pressão do ar ao equivalente de 60.000 metros acima do nível do mar. Essa situação reduz muito a resistência do ar, permitindo que o veículo alcance velocidades muito maiores com o mínimo de energia necessária.

3. Levitação magnética

O veículo é sustentado por atração magnética na parte superior, criada por baterias dentro da própria cápsula. O sistema de levitação chega a ser 8 vezes mais eficiente do que os trilhos do trem maglev mais rápido do mundo em atividade. O sistema proporciona o alcance de maiores velocidades uma vez que não tem conexão e contato com trilhos.

4. Direção

Ímãs no veículo o conduzem para a pista passiva, enquanto os motores de orientação fornecem orientação ativas, determinando a possível troca de tubos dentro da malha completa de transporte.

Esquema de funcionamento do pod hyperloop (Imagem: Virgin/Divulgação)
Esquema de funcionamento do pod hyperloop (Imagem: Virgin/Divulgação)

Quais são as vantagens?

Graças às velocidades do sistema hyperloop, o tempo de viagem em distâncias de médio alcance pode ser consideravelmente reduzido em comparação com as conexões atuais. Além disso, com operações totalmente elétricas, o sistema visa ser neutro para o clima.

O hyperloop tem sido considerado ideal para rotas de médio a longo prazo entre grandes áreas metropolitanas. As rotas atualmente consideradas têm geralmente entre 200 e 1500 km de distância.

O sistema serve tanto para transporte de passageiros como de cargas, otimizando a mobilidade como um todo. Os dutos apresentam painéis solares na parte superior para abastecer eletricamente o transporte. O preço de construção é bem menor se comparado aos trens de alta velocidade. Devido ao quase nulo contato mecânico de movimento, o sistema é muito silencioso.

Visão externa do veículo hyperloop (Imagem: Virgin/Divulgação)
Visão externa do veículo hyperloop (Imagem: Virgin/Divulgação)

Apesar das velocidades incríveis, o hyperloop tem aceleração gradativa e suave — nada de derrubar sua bebida dentro do veículo. O ambiente fechado e selado reduz o problema climático, evitando atrasos e suspensões de viagens. A condução é totalmente autônoma, com sensores enviando em tempo real informações de localização e sendo feito ajustes em frações de segundos.

Quando será uma realidade?

O projeto já está em fase de testes tripulado, dentro de alguns anos já poderá ser uma realidade completamente viável. Desse modo, os Estados e governos poderão fazer estudos de viabilidade de aplicação em suas regiões.

Mesmo o projeto sendo aceito e com custo reduzido — em comparação aos trens de alta velocidade —, ainda dependerá das disponibilidades de investimento dos interessados na solução de mobilidade interurbana de alta velocidade.

Com informação: Virgin, Tum hyperloop, Autoweek.