O deepfake é uma tecnologia que não costuma ser vista com bons olhos. E não é para menos. A possibilidade de manipular vídeos e inserir pessoas em situações em que não estiveram tem um potencial claramente perigoso. Mas também há uma série de usos positivos do deepfake, e até mesmo empresas que atuam no ramo.

No episódio de hoje, recebemos o Fernando 3D, um dos fundadores da FaceFactory. Eles nos explica quais são as aplicações do deepfake (ou mídia sintética) no contexto corporativo e, sobretudo, no mundo do entretenimento. Quer entender se Bruce Willis conseguiria mesmo se manter “atuando” após a aposentadoria? Então dá o play e vem com a gente!

Participantes

Créditos

Assine o Tecnocast

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Josué de Oliveira

Josué de Oliveira

Produtor audiovisual

Josué de Oliveira é formado em Estudos de Mídia pela UFF. Seu interesse por podcasts vem desde a adolescência. Antes de se tornar produtor do Tecnocast, trabalhou no mercado editorial desenvolvendo livros digitais e criou o podcast Randômico, abordando temas tão variados quanto redes neurais, cartografia e plantio de batatas. Está sempre em busca de pautas que gerem conversas relevantes e divertidas.

Relacionados