Início » Celular » Lumia 830: o Windows Phone intermediário com cara de topo de linha

Lumia 830: o Windows Phone intermediário com cara de topo de linha

Custando entre R$ 1.000 e R$ 1.200, Lumia 830 é uma opção para quem busca algo além do básico, mas não está disposto a partir para um topo de linha

Por
5 anos atrás
Nota Final 9.1

Lumia 830

No anúncio do Lumia 830, a Microsoft enfatizou, logo no início da apresentação, que este é o seu primeiro smartphone “topo de linha acessível”. Disponibilizado no mercado brasileiro recentemente, o modelo realmente não tem preço de flagship: seu valor oficial, sem considerar descontos e promoções, é de R$ 1.199.

Por este montante, o Lumia 830 entrega tela IPS de 5 polegadas, câmera traseira PureView de 10 megapixels e 16 GB para armazenamento interno de dados. Parece bom, mas aí o processador nos faz levantar a sobrancelha: será que um Snapdragon 400 de 1,2 GHz é adequado para um Windows Phone que tenta ser mais do que um smartphone intermediário?

Pois bem, eu testei o Lumia 830 por duas semanas para saber se o modelo realmente cumpre o que promete. Confira os detalhes nas próximas linhas.

Design e pegada

O aparelho que a Nokia nos emprestou para testes é todo preto. Nas fotos, este detalhe nos faz deduzir que a sua borda é de plástico. Mera impressão: as laterais, na verdade, são formadas por uma peça única de metal fosco. Além de sofisticação, o componente confere ao smartphone um ar de robustez.

Lumia 830

Assim como no Lumia 930, a borda de metal do 830 é o detalhe que mais soma pontos em seu visual

É verdade que, com a borda metálica, o Lumia 830 remete ao poderoso Lumia 930. A principal diferença entre ambos em relação a este aspecto é que os cantos deste último são mais arredondados.

A despeito do impacto estético, eu tenho impressão de que a superfície das bordas também deveria apresentar alguma curvatura: assim como no Lumia 930, a lisura que caracteriza o componente não chega a comprometer a pegada, mas pode fazer o smartphone escorregar com mais facilidade das mãos.

Ainda no que diz respeito às laterais, o 830 não fugiu à “regra” da família Lumia e tem os seus botões físicos – volume, liga/desliga e câmera – na lateral direita. Todos respondem à sensação de robustez da borda, mas o botão da câmera, curiosamente, é mais proeminente. Se é um detalhe que ajuda na hora de focar ou disparar, eu não notei diferença (provavelmente, por falta de costume).

Lumia 830

Porta micro-USB e conexão P2 para fones de ouvido ficam na parte superior. As demais laterais não são usadas. As ranhuras para microSD e chip do celular (do tipo nano-SIM) ficam na parte interna: a tampa traseira, esta sim de plástico, é removível, assim como a bateria.

Lumia 830

Lumia 830

Não é difícil desencaixar a tampa. Há uma discreta ranhura na parte inferior do dispositivo que facilita este trabalho. Botá-la de volta é que desafia a paciência: há tantos pontos de encaixe que, não raramente, um ou outro acaba não sendo fixado direito.

Lumia 830

Mas o detalhe na traseira do Lumia 830 que mais chama atenção é o círculo que envolve a câmera e o seu LED. Aparentemente, a intenção aqui é apenas frisar que fotos são um dos pontos fortes do modelo – ao contrário do que ocorre no Lumia 1020, provável inspiração para a ideia, este “anel” é muito pouco protuberante.

Lumia 830

Falando neste aspecto, o Lumia 830 é um smartphone relativamente fininho: sua espessura é de 8,5 mm. Apesar da borda de metal, o peso também está dentro do aceitável: incluindo a bateria, são 150 gramas.

Tela

Do tipo IPS LCD, o display do Lumia 830 está longe de ser ruim, mas deixa a impressão de que a Microsoft poderia ter caprichado um pouco mais neste item.

Lumia 830

A resolução, por exemplo, é de 1280×720 pixels (294 ppi). É suficiente para enxergar detalhes nas imagens e utilizar o Windows Phone sem distinguir pixels facilmente, mas não dá para negar: uma tela de 5 polegadas em um aparelho que tenta ser “top” se daria melhor com uma resolução full HD.

Os níveis de brilho e contraste agradam bastante. O sensor de iluminação trabalha bem, conseguindo ajustar rapidamente o brilho para os níveis mais adequados a cada tipo de ambiente, inclusive aqueles bem iluminados – em uma área aberta, com predominância de luz solar, foi possível enxergar as informações na tela sem muito esforço.

Lumia 830

Já a visualização em ângulos variados deixa um pouco a desejar: se você não mantiver o Lumia 830 à sua frente, notará alguma perda de tonalidade, especialmente em relação ao preto.

Vale destacar que os botões básicos do sistema operacional – voltar, home e pesquisa – ficam logo abaixo da tela e são retroiluminados.

Câmera

Como já dito, o círculo que envolve a câmera traseira sugere capacidade fotográfica avançada no Lumia 830, tal como no Lumia 1020. Na verdade, este último continua sendo muito mais sofisticado no quesito fotografia, mas este aspecto não quer dizer que a câmera do 830 é ruim.

Lumia 830

A estabilização óptica faz enorme diferença

Provavelmente explorando o seu lado marqueteiro, a Microsoft usou o nome “PureView” aqui meio que para indicar que a câmera é dotada de alguns recursos mais sofisticados: lente Carl Zeiss de seis elementos, estabilização óptica e autofoco, essencialmente.

O sensor, capaz de gerar imagens de 10 megapixels, tem tamanho de 1/3,4 polegada. Não é nada que desabone a qualidade das fotos, mas modelos como Lumia 930 e Lumia 1520 levam vantagem neste aspecto com sensores de 1/2,5 polegada. O famigerado Lumia 1020 tem 1/1,5 polegada.

A abertura é de f/2,2, característica bastante razoável para um smartphone, embora alguns modelos mais avançados já trabalhem com f/2,0. A taxa máxima de ISO é de 3.200.

Na prática, estes e outros parâmetros se traduzem em imagens com fidelidade de cores bastante satisfatória e níveis aceitáveis de ruído em ambientes bem iluminados. Por outro lado, basta ampliar um pouco a imagem para notar uma ligeira perda de definição.

Foto tirada com o Lumia 830

Foto tirada com o Lumia 830

Foto tirada com o Lumia 830

Foto tirada com o Lumia 830

A estabilização óptica realmente faz diferença no Lumia 830. Além de ajudar a evitar imagens tremidas, auxilia o usuário a focalizar mais rapidamente sob determinadas circunstâncias. Nas filmagens, que podem ser feitas com resolução 1080p e até 30 frames por segundo, o seu benefício é ainda mais perceptível, como mostra o vídeo abaixo.

De modo geral, a câmera do Lumia 830 se sai bem no dia a dia, mas as fotos terão melhor resultado se você dominar os recursos do app Nokia Camera para fazer os ajustes necessários a cada ocasião. Mesmo assim, não espere imagens excepcionais como no Lumia 1020 ou mesmo em relação ao Lumia 930.

Como de praxe, o botão físico da câmera consegue acioná-la inclusive se o aparelho estiver com a tela bloqueada. O problema é que a câmera demora de 3 a 4 segundos para ficar pronta, quando o ideal seria, no máximo, 2. Mas a culpa, por assim dizer, é do hardware, que não consegue abrir o Nokia Camera com a velocidade esperada.

E, sim, a câmera frontal está lá, mas não foge do básico: seu sensor é de 0,9 megapixel e grava vídeos em até 720p.

Software

O Lumia 830 sai de fábrica com o Lumia Denim, um conjunto de recursos que complementa a atualização GDR 1 do Windows Phone 8.1. Entre as várias novidades desta combinação está o Espaço de Aplicativos (em inglês, App Corner). Nesta função, você pode criar uma lista de aplicativos e funções para serem acessadas em uma tela inicial secundária. Útil para criar um ambiente customizado de trabalho ou para emprestar o aparelho para alguém.

Espaço de aplicativos (App Corner)

Espaço de Aplicativos (App Corner)

Outros recursos incluem suporte nativo à criação e renomeação de pastas, a assistente de voz Cortana (que continua não “falando” português, embora entenda algumas instruções em nosso idioma) e possibilidade de selecionar vários SMSs simultaneamente para reencaminhá-los ou deletá-los, por exemplo.

O Lumia Camera, substituto do Nokia Camera que vem com novas funcionalidades e aperfeiçoamentos (é o bom ficando melhor!) ainda não está disponível para o Lumia 830, infelizmente.

Pasta de aplicativos

Pasta de aplicativos

Já o Glance, ausência bastante sentida no Lumia 930, desta vez marcou presença. A ferramenta exibe horas, data e notificações na tela de bloqueio consumindo o mínimo de energia. Trata-se de uma função bastante interessante.

Lumia 830

Os sempre ótimos HERE Maps (agora não mais exclusivo do Windows Phone), MixRadio e o novíssimo Lumia Selfie também fazem parte da gama de apps do Lumia 830, como esperado.

Desempenho

Se o Lumia 830 convence nos recursos de software, resta saber como o hardware do aparelho se comporta. Seu chip é um Snapdragon 400 quad-core (núcleos Cortex-A7) de 1,2 GHz e GPU Adreno 305, como você já sabe. A memória RAM tem 1 GB de capacidade.

Não estamos falando de um SoC ruim, mas datado e desenvolvido justamente para dispositivos com especificações intermediárias. Como consequência, o Lumia 830 executa sem pestanejar a maioria das tarefas, mas quando aplicativos mais pesados entram em cena, você consegue notar o seu “esforço” para dar conta do trabalho.

O jogo Asphalt 8: Airbone, por exemplo, foi executado sem grandes dificuldades, mas na presença de muitos carros ou objetos na pista, surgem discretos, mas perceptíveis “congelamentos”.

Lumia 830

Aplicativos mais exigentes também pode demorar um pouco mais para carregar. É o caso do próprio Asphalt 8: Airbone e do Nokia Camera. Não é nada suficiente para prejudicar a experiência, é bom que se saiba, mas se você tem ou já testou o Lumia 930, por exemplo, perceberá como este é mais ágil e fluído.

Se bem que, nas aplicações pesadas, O Lumia 930 também ganha em aquecimento. No 830, dá até para perceber a tampa traseira um pouco mais quente, mas não é nada suficiente para incomodar.

O Lumia 830 só é oferecido com 16 GB de espaço para armazenamento de dados. Destes, cerca de 10 GB estão livres para uso. Se não for suficiente, para dá para complementar a capacidade com microSD de até 128 GB.

Bateria

Com 2.200 mAh, a bateria do Lumia 830 não possui nada de excepcional na autonomia, mas se você fizer uso moderado, não terá dificuldades para o manter aparelho longe da tomada durante um dia inteiro.

Na tentativa de simular um dia típico de uso, executei as seguintes tarefas: filme Salt (1h40min) via Netflix com Wi-Fi ligado e brilho de tela no máximo, 30 minutos do game Asphalt 8: Airbone, 1 hora de streaming de áudio via MixRadio, 10 minutos de ligação, 30 minutos de navegação na web e em redes sociais e aproximadamente 20 minutos de uso do HERE Maps em um percurso feito de carro.

Lumia 830

Com estes testes, a carga da bateria caiu de 100% para 41%. Na recarga a partir de uma tomada, o Lumia 830 levou 2h41min para pular de 12% para 100%.

Vale frisar que o modelo tem suporte a carregamento sem fio (padrão de indução Qi), mas este modo não foi testado para o review.

Conclusão

O Lumia 830 é um smartphone caprichado, mas isso não o torna “menos intermediário”

Na primeira olhada, o ótimo acabamento e a qualidade da tela podem mesmo fazer o Lumia 830 se passar por um aparelho topo de linha, mas não nos deixemos enganar: estamos diante de um aparelho caprichado, mas intermediário.

É verdade que o Windows Phone 8.1 é um sistema bastante otimizado no consumo de recursos, mas um processador mais avançado faria diferença aqui (um Snapdragon 600 já seria de bom tamanho). Acrescente uma tela com resolução full HD e aí sim a expressão “topo de linha acessível” faria mais sentido.

O ponto mais forte do modelo é, sem dúvida, a câmera traseira. A estabilização óptica dá aquela ajuda na hora de registrar fotos ou vídeos e o tempo de disparo é bastante rápido na maioria das situações. Com a chegada do app Lumia Camera para o 830 (ainda sem previsão de disponibilização), a experiência de uso da câmera deve ficar ainda melhor.

A Microsoft trouxe o Lumia 830 para o Brasil com preço oficial de R$ 1.199, mas, em seu próprio site, já é possível encontrá-lo por R$ 1.079. No varejo, os habituais descontos devem fazer o modelo beirar os R$ 1.000, talvez um pouco menos.

Lumia 830

Vale a pena? Para quem procura um Windows Phone que foge do básico, mas não está disposto a pagar o preço de um Lumia 930, certamente. Mas, considerando o mercado como um todo, a nova geração da linha Moto G e a chegada dos aparelhos Asus Zenfone, por exemplo, podem dificultar o caminho do Lumia 830 na relação custo-benefício.

Quem optar pelo Lumia 830 precisa saber que, no Brasil, o modelo só está sendo oferecido nas cores preta e branca (esta última opção com borda metálica cor de… metal). Prepare-se também para comprar fones de ouvido ou utilizar alguns que você já tenha: o dispositivo é acompanhado apenas de guia do usuário, carregador e cabo USB. Pelo preço, poderia vir pelo menos com fones básicos, né?

Para finalizar, uma curiosidade: o Lumia 830 está entre os últimos modelos a ostentarem a marca Nokia. Os outros são os Lumia 730 e 735. Os modelos lançados daqui para frente exibirão o logotipo da própria Microsoft.

Lumia 830

PRÓS

  • Com estabilização óptica, câmera traseira entrega resultados muito bons
  • Bateria com desempenho honesto
  • Design bem trabalhado

CONTRAS

  • Tela com resolução 720p (não é ruim, mas 1080p seria mais adequado)
  • Hardware datado
Nota Final 9.1
Design
9
Tela
9
Som
9
Software
9
Câmera
9
Desempenho
9
Bateria
10
Conectividade

Especificações técnicas

  • Bateria: 2.200 mAh;
  • Câmeras: traseira de 10 megapixels, frontal de 0,9 megapixels;
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11n, GPS, NFC, Bluetooth 4.0 e micro-USB 2.0;
  • Dimensões: 139,4×70,7×8,5 mm;
  • GPU: Adreno 305;
  • Memória externa: microSD de até 128 GB;
  • Memória interna: 16 GB (cerca de 10 GB livres);
  • Memória RAM: 1 GB;
  • Peso: 150 gramas;
  • Plataforma: Windows Phone 8.1;
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 400 quad-core com 1,2 GHz;
  • Sensores: acelerômetro, bússola, giroscópio e proximidade;
  • Tela: IPS LCD de 5 polegadas com resolução de 1280×720 pixels (294 ppi) e proteção Gorilla Glass 3.
Mais sobre: , , ,