Início » Celular » Motorola lança Moto Maxx no Brasil: topo de linha com bateria de 3.900 mAh

Motorola lança Moto Maxx no Brasil: topo de linha com bateria de 3.900 mAh

Novo smartphone da Motorola chega ao país com preço sugerido de R$ 2.199

Paulo Higa Por
5 anos atrás

motorola-moto-maxx-evento

A Motorola confirmou as expectativas e lançou nesta quarta-feira (5) um smartphone topo de linha com bateria de longa duração. Como adiantado pelo Tecnoblog, o aparelho se chama Moto Maxx e compartilha as mesmas características do Droid Turbo, da operadora norte-americana Verizon. Com 64 GB de armazenamento interno e autonomia de 40 horas, ele tem preço sugerido de R$ 2.199.

O Moto Maxx tem um acabamento diferenciado em relação aos demais aparelhos da linha Moto. A versão que será vendida no Brasil, na cor preta, possui acabamento em nylon balístico sobre uma camada de fibra Kevlar, aquele material usado em coletes à prova de bala. O aparelho é protegido por um revestimento repelente à água, evitando que respingos danifiquem o dispositivo.

moto-maxx

O hardware do Moto Maxx é o que esperamos de um topo de linha: ele traz um processador quad-core Snapdragon 805 de 2,7 GHz, RAM de 3 GB, câmera de 21 megapixels com filmagem em 4K, tela de 5,2 polegadas com resolução de 2560x1440 pixels e suporte ao 4G brasileiro. A boa surpresa é que a capacidade de armazenamento é de 64 GB, algo raro de vermos no mercado brasileiro — ainda mais como opção única.

A bateria de 3.900 mAh do Moto Maxx, de acordo com a Motorola, consegue aguentar até 40 horas longe da tomada, o que é bom para um aparelho com uma configuração de hardware desse nível. Na caixa, a empresa inclui o carregador Turbo Motorola, que consegue oferecer mais seis horas de autonomia com uma carga rápida de 15 minutos.

moto-maxx-lancamento-brasil-sergio-buniac

Produzido no Brasil, o preço sugerido do Moto Maxx é de R$ 2.199. Ele estará disponível a partir de hoje à tarde nas lojas brasileiras. Leia nossas primeiras impressões.

A Motorola no Brasil e o negócio com a Lenovo

Durante a coletiva de imprensa, a Motorola reforçou várias vezes que o Brasil é um mercado de extrema importância para a empresa. A vinda do presidente global, Rick Osterloh, para anunciar o produto, é um bom indicativo disso. O Brasil é o segundo país do mundo a receber o aparelho.

Rick Osterloh, presidente global da Motorola Mobility

Rick Osterloh, presidente global da Motorola Mobility

O produto que parece ter mudado a história da Motorola no país é o Moto G de primeira geração. Sergio Buniac, presidente da Motorola Mobility no Brasil, diz que a fatia de mercado da empresa no mercado brasileiro de smartphones, que ficava entre 8% a 10%, hoje chega próximo a 20%.

Em relação à compra pela Lenovo, concluída recentemente, a Motorola anunciou que nada deve mudar. A marca Motorola será mantida nos smartphones, diferente do que aconteceu com a compra da Nokia pela Microsoft, e a empresa continuará contratando funcionários e ampliando suas fábricas.

Moto 360

moto-360-freq-cardiaca

Além de lançar o Moto Maxx, a Motorola anunciou que o smartwatch Moto 360 finalmente está sendo lançado no país. Originalmente previsto para outubro, ele estará disponível a partir de hoje na loja online da Motorola e tem preço sugerido de R$ 799, cem reais a menos que o valor anunciado anteriormente.

As primeiras unidades do Moto 360 serão importadas. A partir do primeiro trimestre de 2015, a fabricação passará a ser nacional. De acordo com a Motorola, o objetivo da empresa é fabricar localmente 100% de seus produtos vendidos no Brasil.