Início » Ciência » A bateria do celular, notebook ou tablet vicia? [Efeito memória]

A bateria do celular, notebook ou tablet vicia? [Efeito memória]

Como nasceu o mito de que a bateria vicia, na década de 1960, e por que não se preocupar com isso nos nos aparelhos modernos

Paulo Higa Por
TB Responde

Você já ouviu falar do efeito memória ou que a bateria vicia? Situação que poderia acontecer caso você recarregasse seu celular, notebook ou tablet antes da carga terminar e que fizesse a bateria perder capacidade, já que a parte não utilizada se torna preguiçosa e depois se recusa a trabalhar novamente.

O mito da bateria que vicia

Há algumas recomendações para cuidar da bateria, como dar uma carga inicial de 6, 8, 12 ou 24 horas (o tempo necessário depende da posição das estrelas no céu) e nunca colocar o eletrônico na tomada antes que a bateria zere, para não viciá-la, porque, assim como os humanos, elas precisam se exercitar regularmente.

Só que é tudo mito.

Na década de 1960, alguns satélites em órbita eram equipados com computadores que funcionavam com baterias de níquel-cádmio (NiCd). As baterias sempre chegavam a 25% de carga e depois eram elevadas novamente a 100%. Depois de muito tempo repetindo esse processo, os cientistas da General Electric (GE) notaram que os 25% não utilizados da bateria sofreram uma perda substancial de capacidade.

Foi a partir dessa única história que todo mundo, nas últimas décadas, passou a disseminar o mito de que as baterias viciam, e que você deve recarregá-las apenas quando a carga terminar. Na verdade, a própria GE não conseguiu encontrar nenhum outro caso de efeito memória em aplicações que não a do satélite — e isso nas baterias de NiCd, que eram bem menos avançadas que as utilizadas atualmente, de íons de lítio.

pilha-bateria-gasta-velha-antiga

O que as pessoas não espalharam junto com esse mito foi que o efeito memória, além de ser totalmente reversível, só ocorreria caso você descarregasse e recarregasse a bateria na mesma capacidade, todos os dias, durante alguns anos. Em outras palavras, era quase impossível que isso acontecesse com seu celular ou qualquer outro eletrônico pessoal, já que você dificilmente recarregaria a bateria sempre no mesmo ponto.

Pare de se preocupar com a bateria

A sua bateria não vicia, não sofre de efeito memória e pode ser recarregada a qualquer momento (na verdade, é até bom que você faça isso).

“Mas, Higa, eu notei que a bateria do meu smartphone não está durando como quando ele era novo”. Não é apenas uma impressão sua: as baterias realmente vão perdendo capacidade com o tempo (e as antigas eram mais sensíveis a esse problema). Isso acontece devido a mudanças químicas nos eletrodos, inclusive na bateria de li-ion, presente no seu celular, tablet, notebook e quase todos os outros eletrônicos que você comprou nos últimos 10 anos.

Nós já explicamos como funciona o processo de degradação das baterias li-ion (isso só foi esclarecido em 2014). À medida que a bateria é usada, os íons de lítio reagem com o óxido de níquel. Isso gera nanocristais de sal, que alteram a estrutura interna da bateria e fazem com que os íons se movam de maneira menos eficiente. Não há nada que você possa fazer para evitar a formação dessas pragas.

“Mas e os ciclos da bateria, Higa? A fabricante do meu notebook diz que a bateria dura 1.000 ciclos. Se eu recarregá-lo antes da carga acabar, vou estar desperdiçando ciclos”. Há muita confusão sobre o termo “ciclo”. Na verdade, um “ciclo” é contado apenas quando você descarrega 100% da bateria (e não cada vez que você coloca ou tira o aparelho da tomada). Este gráfico da Apple deixa isso claro:

ciclo-bateria

Outros cuidados com a bateria

Obviamente, isso não significa que você deva cuidar das suas baterias de qualquer jeito. Siga estas duas recomendações:

  • Não submeta a bateria a temperaturas extremas. O calor ou frio excessivo interfere nas reações químicas e diminui a duração da bateria.
  • Caso não use a bateria por um período longo, armazene-a com a carga em torno de 40%. Todas as baterias descarregam com o tempo. No caso da bateria li-ion, se a carga chegar a zero, não será possível recarregá-la novamente, por isso não é uma boa ideia guardá-la com a carga muito baixa. Por outro lado, se você armazenar a bateria completamente cheia, ela perderá ainda mais carga com o tempo.

De resto, viva despreocupado e seja uma pessoa mais feliz!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas Carvalho
Alex Oliveira
Saudações Keaton. As vezes uso algo tipo isto aí. As vezes tento comparar RAM com capacidade de "raciocínio" e armazenamento com "capacidade de recordar"..kkk O problema é que algumas pessoas te procuram porque confiam e sabem que você sabe e elas não entendem nada, mas ficam teimando. ( Sou "técnico da família", rsrs). O pior é quando "acreditam duvidando" e buscam a 'segunda opinião' com "experts" nível "rebimboca da parafuseta" e, depois, voltam para te confrontar!kkk.
Ilux Merks
Por que vocês não escrevem um artigo sobre o ciclo de escrita e leitura dos ssds? Por que há um limite de escritas/leituras?
Henrique Accioly
Muito bom!
Marcelo Munhoz
Recontrapuxa! Você é foda, meu!
William Lima Crisostomo
Mas e as baterias da sansung que dá pra colocar pra caregar somente até 80% uso assim elas e bastante tempo. Será que irá durar só 2000 ciclos :O
Isaac Miranda
Vicia sim, eu tenho um amigo que chega a cheirar 4 pilhas AA por dia.
tino1008
O pior que eu ja sabia disso, e eu avisava que n viciava, porém tudo tem seu tempo útil, mas ninguém acreditava, kkk fazer oque né
Thiago Sabaia
Outro mito é sobre deixar o celular ligado no carregador por horas, mesmo depois de a bateria está carregada hahaha.
Cesar Rodrigo Bagatoli
Bem isso, na realidade o que mais acaba com a vida útil de uma bateria é o calor, por isso não é recomendado deixar a bateria zerar, pois se ela zera e você coloca pra carregar pode perceber que o celular esquenta um monte, e isso acaba com a bateria. Isso é uma coisa que o Nexus 5 (não sei se os nexus anteriores também) não sofrem, pois o carregador e o celular são inteligentes e não deixam o celular esquentar enquanto carrega. Quanto a não deixar a bateria ficar com zero de carga (literalmente), tem como ressuscitar sim, existe um procedimento que você dá um "choque" na bateria e ela volta a funcionar. Existem também alguns poucos carregadores que funcionam com "carga zero", mas a maioria dos carregadores comuns realmente não carregam baterias que zeraram literalmente. OBS: Muita gente deveria ler essa matéria e parar de se estressar com isso rsrs.
Adriano Garcez
Geralmente faz bypass. Imagino que só modelo muito antigo que não faça.
E_Palpatine
Explode como uma supernova, e se transforma em uma estrela de neutrons.
Sangelo Lima
Rapaz ou não sei o que, porque vc se revela igual ao Istado Islâmico. O que eu sou tenho orgulho da humilde pessoa - sou professor (efetivo) formador do Proinfo do município, eu digitador (efetivo) , técnico celular, amigo pra quem merece, etc. AGORA VC IDIOTA NAO TEM O QUE FAZER e tá tirando minha produtividade. Ah dá licença!
E_Palpatine
Verdade, "muitos que não contribuem nada". Inclusive aqueles que sequer mantem os computadores dos seus usuários atualizados devem ajudar para caralho. A diferença sua para um funcionario de repartição publica é que eles são efetivos e a maioria concursado. De resto são tudo iguais. Incompetentes e acomodados.
PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

depende da marca e até do ano, os mais novos de marcas boas fazem bypass

Exibir mais comentários