Início » Legislação » Fim da linha para o What.CD

Fim da linha para o What.CD

Maior tracker privado focado em compartilhamento de músicas fecha as portas

Paulo Higa Por

Mais um site de torrents está fechando as portas em 2016. O What.CD, maior tracker privado focado em compartilhamento de músicas, suspendeu suas atividades nesta quinta-feira (17) por tempo indeterminado. Não está claro o motivo da decisão, mas informações da mídia francesa dão conta de que os servidores do site foram apreendidos pela polícia.

Segundo o TorrentFreak, o What.CD surgiu em 2007, alguns dias depois do maior tracker privado de músicas da época, o OiNK, ter desaparecido da internet. Desde então, o site conseguiu mais de 200 mil usuários, mesmo com um processo rígido para aprovar a entrada de novos membros: havia páginas com dicas de como passar pela entrevista, que consistia em perguntas técnicas sobre qualidades e formatos de áudio.

whatcd

Na página oficial e no Twitter, há apenas a informação de que o What.CD está fechando as portas “devido a alguns acontecimentos recentes” e que “todas as informações do site e dos usuários foram destruídas”, acrescentando que um retorno é pouco provável. Na madrugada desta sexta-feira (18), o tracker negou os relatos de que os bancos de dados do What.CD foram apreendidos.

Zataz afirmou que o fechamento aconteceu depois dos 12 servidores do tracker, hospedados na OVH, terem sido apreendidos pela polícia francesa. Mesmo com a negativa do What.CD, o jornal Le Monde reforçou a informação de que os servidores foram confiscados, citando o secretário-geral da Sacem (Sociedade dos autores, compositores e editores de música, na sigla em francês), David El Sayegh.

O What.CD estava na mira das autoridades francesas desde o final de 2015 e era considerado a fonte mais importante de pirataria de músicas pela Sacem. A acusação é de que o tracker privado gerou mais de 40 milhões de euros em prejuízos para os produtores de músicas representados pelo órgão.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

jaksound sound
kkkk, tipo um piazão (di-diei kk) la no face , rolou um video caseiro com um vinilzão duma banda de synth , que eu curto 'hipnosis'' , pedi a versao maxi , falou : procura no gugol q tu acha ... kkk
jaksound sound
pois é , por um papo com um amigo no face , e veio rolar esse papo de sites privados what.cd , apolo , e esse aí que vcs comentaram . achei interessante , mas muito trabalhoso , tem blogs a rolés , que por sua vez copiam dos sites blogs da europa , russia e mandam pra download , so se for uma coisa muitooo rara pra baixar né ...
Bruno
e vc quer a ajuda de um noob? o google tá ai pra vc procurar, ou vc quer tudo na maozinha? vapapqp.
Gabriel Stein
KKkkkkk O Famoso, "Eu sei mas não vou contar"... kkkkkkkkk noob!
Bruno
não mando links pois creio que seja ilegal postar esse tipo de conteúdo no tecnoblog. o google está ai para procurar.
Theo Queiroz
"encontro com facilidade" mas não manda os links (y)
Bruno
encontro com facilidade albuns em 320kbps. é só saber onde procurar.
Bruno
ja.
Cenato Souza
A pergunta é: Quem o substituirá? Dicas...?
Keaton
- Ei, você, me diz um número de 1 a 100! - Hã? 40! - Ok, 40 milhões de euros em prejuizo.
Theo Queiroz
O problema é qualidade, amigão. Tem muito tracker por aí que não colocam nem as faixas dos álbuns na ordem correta e achar em 320k é uma dureza...
ochateador
Apenas uma pergunta de curiosidade. Você já usou o what.cd ?
Bruno
não precisa, basta buscar no google pelo artista e album que quiser e acrescer a palavra torrent na busca. pronto.
ochateador
Dureza vai ser encontrar um do nível do what.cd que era extremamente organizado e muito bem feito. Perto dele qualquer outro tracker parece ter sido feito por amadores.
Marcus Pessoa
Eu fui sócio do Oink. Não era um mero site de torrents, era uma comunidade maravilhosa de pessoas que amavam genuinamente a música. Fiquei com ódio mortal das majors da indústria do disco por terem destruído a nossa comunidade. Depois do fim do Oink, dois sites disputaram o seu legado: o Waffles, que teve vida curta, e o What.CD Na verdade esse tipo de site já é uma coisa um pouco obsoleta hoje, na medida em que quase tudo está no Spotify e assemelhados. O movimento no What.CD caiu muito nos últimos tempos, e eu mesmo tive minha conta suspensa por inatividade. Eu passei meses sem entrar no site, porque simplesmente não sentia necessidade de baixar nada de lá.
Marco Antonio
Pois é, e mais baratos até (não levando em consideração que o café ta caro pra caralho) apps de 1 real são pirateados só por o nome do app no google com .apk no final, alguém já fez a pesquisa. Mas isso de comprar musica está ficando no passado, não vejo isso mais, o itunes ainda vende (eu acho) entre outros alguns serviços, mas pra públicos de nicho, o pessoal mais novo chegou numa hora que tem tudo no youtube ou pra baixar na internet de graça, infelizmente a criatividade para o mal é muito utilizada né, daqui pra frente os serviços que serão utilizados vão ser de streaming de musica mesmo, spotify, deezer e afins.
ochateador
MMMMMMMMMMMMMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEERRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRDDDDDDDDDDDDDDDDDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA Onde infernos irei arranjar boas músicas agora? Tem uma porrada de música Brasileira que nunca acho aqui no Brasil e eu sempre recorria ao what.cd (e invariavelmente eu achava).
Renan Birck Pinheiro
Não sei se é só o preço o problema. Tem gente que pirateia app de 5 reais (menos do que muita gente gasta com café) e que pirateia um monte de coisa que nunca vai usar.
Ennio Sousa
É tipo contagem de protestos. A PM diz que foram 100 mil e a organização da manifestação diz que foram 1 milhão.
Raph4 (Raphael Corrêa)
Acabo de conhecer o site pela notícia do TB... pirataria de música hoje em dia, realmente, ~apapu~!
robsonc
"Gerou 40 milhões de euros em prejuízo" haha é muita piada... Como calcularam? Pegaram cada download e somaram na conta? É ridículo essa logica de que pirataria significa perda de vendas dessa forma direta.
Arley Martins
Tem que fechar os diversos sites que convertem os clipes do youtube em arquivos .mp3. So que se as musicas custassem la fora coisa de 0,50 centavos de dolar e uns 5 dolares o album, os artistas venderiam muito mais do que ja vendem. Idem aqui no Brasil se fosse barato quase ninguém iria baixar coisa pirata, porem os impostos e o olho grande de varias pessoas detona todo o processo de popularizar.
Bruno
como eu sempre digo nessas matérias de fechamento de trackers: fecha 1, tem mais 2.