Início » Curiosidades » Medalhas das Olimpíadas de Tóquio serão feitas com eletrônicos antigos

Medalhas das Olimpíadas de Tóquio serão feitas com eletrônicos antigos

Jean Prado Por

Desde a chamada para os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020, já podíamos imaginar que a tecnologia estaria bem presente nas comemorações. Até literalmente: o comitê olímpico anunciou que as medalhas entregues para os atletas serão feitas com eletrônicos antigos entregues pelos japoneses.

Pode não parecer, mas o lixo eletrônico pode ser muito bem aproveitado, já que algumas conexões em smartphones ou outras peças levam fios de bronze e ouro. O objetivo é arrecadar 8 toneladas de metal, previstas para serem distribuídas em 40 kg de ouro, 4.920 kg de prata e 2.944 kg de bronze.

Como é uma nova iniciativa, a coleta será interrompida logo quando o objetivo for atingido. Depois de entregues, os eletrônicos passarão por uma série de processos para separar os metais, o que resultará em 2 toneladas finais. Com tudo isso, é possível produzir 5 mil medalhas para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

A organização das Olimpíadas diz que, com o projeto, está seguindo uma recomendação da Agenda Olímpica de 2020, que é integrar a sustentabilidade em todos os aspectos do planejamento e execução dos Jogos. Para ajudar na execução da ideia, a população poderá descartar os eletrônicos em 2.400 pontos de coleta nas lojas da NTT Docomo, operadora de telefonia japonesa, a partir de abril.