Início » Gadgets » Jaybird X3: sem fios e sem dores de cabeça

Jaybird X3: sem fios e sem dores de cabeça

Ótima qualidade, bateria que dura e perfis de som personalizados são qualidades do X3

Por
31 semanas atrás

Quando eu comprei meu iPhone 7, que não tem entrada de 3,5 mm, resolvi mergulhar no mundo de fones de ouvido sem fio. Depois de alguma pesquisa, gostei do X3, da Jaybird, empresa que foi comprada pela Logitech em 2016 por US$ 50 milhões.

Os fones de ouvido da Jaybird normalmente recebem boas análises e percebi que o X3 era uma boa evolução ao modelo anterior, o X2, e não perdia muito em relação ao Freedom, que é ligeiramente mais caro. Será que vale a pena comprar um Jaybird X3? Eu conto nos próximos parágrafos.

Review em vídeo

Design e ergonomia

No geral, o acabamento do Jaybird X3 é excelente. Ele é emborrachado e ergonômico, então encaixa bem na sua orelha. O fio é achatado e mais grosso que o normal, o que o torna mais resistente.

Também voltado para quem pratica esportes, o Jaybird X3 é resistente à água, então você pode usá-lo em algum treinamento sem problemas. A fabricante diz que ele pode te acompanhar na chuva, lama e também resiste bem ao suor. Não costumo praticar esportes, mas o X3 se encaixa na minha orelha e não cai mesmo se eu virar a cabeça bruscamente.

Para regular o X3 na sua orelha, ele vem com três ponteiras de silicone, três barbatanas auriculares para fixar no “contorno” do ouvido e até três ponteiras de isolamento, que são feitas de espuma e ajudam a reduzir o som externo.

Os fones de ouvido também vêm com um acessório para regular o tamanho do cabo. Isso porque, entre as diferentes posições que você pode encaixar o X3, o cabo precisa ficar do tamanho certo para não prender em alguma coisa. Obter o encaixe perfeito requer algumas tentativas e erros para deixar os fones bem confortáveis para o seu uso. A Jaybird tem até um vídeo em que te ajuda a conseguir um bom encaixe:

Um detalhe chato é que o logo da Jaybird já está desgastando após três meses de uso.

Se não for o suficiente, o manual em PDF também explica (página 7) que você pode usar duas posições de barbatanas e também passar os fones por cima ou por baixo do ouvido, o que te agradar melhor.

Depois que eu entendi como esses acessórios funcionavam direito, consegui fazer com que os fones ficassem em uma posição bem confortável, no equilíbrio de não ficar fácil de cair e nem ficar me incomodando. Como o cabo fica menor por causa dos prendedores, o X3 fica bem fácil de guardar. Ele vem com uma bolsinha para você levá-lo por aí, mas eu acho mais prático simplesmente colocar os fones no bolso.

Qualidade de som e usabilidade

Não sou um audiófilo, então não vou fazer uma análise tão detalhada de cada aspecto do som do X3. Na minha experiência de usuário comum, me limito a dizer que a qualidade sonora do Jaybird X3 é excelente para os meus ouvidos (e provavelmente para os seus também). As características são bem equilibradas, com bons agudos e baixos bem profundos. O volume também é forte o suficiente: ele não estoura, nem fica muito limitado.

Se o perfil de som não for muito com a sua cara, dá para usar o aplicativo MySound para equalizar o áudio, disponível para Android e iOS. Ele tem vários perfis pré-definidos, como “assinatura”, “aumentar o baixo” e “sessões de R&B” para encaixar com o que você está ouvindo. É possível selecionar perfis de outros usuários e criar o seu próprio. A melhor notícia? Mesmo que você troque de dispositivo, o perfil continua salvo no Jaybird. De longe, um dos recursos que eu mais gostei no X3.

Nos controles, você pode aumentar (+) e abaixar (-) o volume, passar ou voltar a música (segurando os botões de + ou -) e até ativar a Siri ou Google Now segurando o botão do meio por um segundo. Devo notar que a batidinha sonora que toca para dizer que o fone foi conectado mostra bem a qualidade de som do X3.

É nessa base com os controles que também fica o microfone, que tem uma qualidade bem menor que o esperado para fones dessa faixa de preço. Além disso, ele fica em uma posição um pouco desvantajosa, porque a base pode estar atrás do seu pescoço e o microfone não vai captar nada. Eu sei que não dá para exigir muito de um headset wireless, mas é chato ter que desativar o Bluetooth toda vez que eu quiser mandar um áudio ou atender uma ligação (e não quiser competir com o ruído de fundo).

Em termos de usabilidade, você consegue deixar os fones de ouvido pareados com até oito dispositivos, e conectá-los com até dois simultaneamente. O gerenciamento dessa divisão até que é bom: percebo que o primeiro dispositivo que foi conectado é priorizado e, se nenhum som vir dele, o segundo dispositivo recebe uma autorização para furar a fila.

Apesar de deixar tanto o meu smartphone quanto meu laptop conectados simultaneamente ao X3, eu não fico alternando muito na reprodução por um curto período de tempo. Percebo que quando ele está conectado no computador, por exemplo, mesmo com o Spotify pausado, ele não toca imediatamente algo no celular, embora o contrário não aconteça.

Bateria e carregamento

Não tenho muito a reclamar por aqui: a bateria dura em torno de 8 horas de uso contínuo, como promete a Jaybird. A autonomia é boa o suficiente: consigo deixar o X3 até dois ou três dias fora da tomada. Curiosamente, a fabricante faz questão de explicar que a adição de mais graves ao perfil de som reduz a autonomia do tempo de reprodução.

A minha única “queixa” é o carregador, que não tem mais a entrada Micro-USB. Você precisa de um conector proprietário (este sim, com Micro-USB na outra ponta) para plugar o X3 na tomada. Eu sempre deixo ele preso em um cabo, mas é impossível recarregar o fone se eu esquecer o pequeno acessório em casa, o que é um grande inconveniente.

Conclusão

Por US$ 130, o Jaybird X3 vale a pena se você precisa de fones de ouvido sem fio. Ele é o melhor para a faixa de preço, com um acabamento de primeira e qualidade sonora excelente. O preço não é baixo, mas pode compensar por todas as características adicionais que a Jaybird colocou no X3, como o aplicativo para regular os perfis de som, a versatilidade de uso casual ou para esportes, além do acabamento e da usabilidade que não decepcionam.

Especificações técnicas

  • Alcance: 10 metros
  • Bluetooth: versão 4.1
  • Carregador: 5V e 0,5A
  • Codecs: AAC, SBC, SBC modificado
  • Dimensões: auricular de 27×24 mm e cabo com 490 mm de comprimento
  • Perfis Bluetooth: Viva-voz, fone de ouvido, A2DP, AVCRP, SPP
  • Peso: aproximadamente 13 gramas
  • Recarga rápida: 20 min = 1 hora de uso
  • Tempo de espera: 110 horas
  • Tempo de recarga: 2h30min
  • Tempo de reprodução: 8 horas
  • Leandro Nascimento

    Por 130 trumps seria mais legar comprar o Beats com chip W1, não?!

    • Thiago Lopes

      Ou o próprio AirPods.

      • Toda vida o Airpods, mas como tu não acha em lugar algum (só aqui no Brasil por mais de 1000 reais), então pela falta dele, acaba-se optando por esses alternativos.

    • nanz0

      Beats é só marca cara, não vale a pena
      Por 130 dólares você consegue comprar bons fones da JBL, AKG, Sony…

      • Nem sempre, tenho um Beats X, é a melhor alternativa aos AirPods.

        É muito semelhante a este da matéria. O bom é que carrega muito rápido, com 1 minuto de carga tu já tem pelo menos 30 minutos de bateria. Em poucos minutos tu já tem 8 horas de bateria pronto pra uso.

        O acabamento/qualidade é impecável, está sendo bastante resistente mesmo no tranco das atividades físicas que faço. O bluetooth é muito forte, chego a deixar o iPhone dentro do armário no vestiário da academia e sigo ouvindo e trocando as músicas, fora do vestiário fazendo exercícios, sem problemas. Existem fones bluetooth de 150 reais que simplesmente não pega o sinal se tu bota o telefone do bolso e o fone na orelha. Piada.

        Como é tudo da Apple, chip W1, é muito rápido e fácil de detectar no iPhone e no Apple Watch. Isso é quase besteira, uma vantagem sutil, mas facilita a vida.

        • Luiz Fernando

          Cara eu tô muito na dúvida entre o JBX2 e o Beats X. Sobre o Beats X, o fio enorme dele não te incomoda?

          • Não incomoda. Como assim enorme? Não vejo nada de mais e os fones são magnéticos, quando tu tirada orelha, grudam um no outro e não tem risco de cair para os lados.

            Melhor que isso, só o Airpod sem fio algum mesmo.

  • Anayran Pinheiro

    Ainda prefiro o fone que vinha com o Moto G Music Edition. Ele pode ser um trambolho enorme, mas era inegável a excelente qualidade daquele Sol…

  • Giancarlo

    Não recomendo. Já tive Jaybird Bluebuds X. Troquei na garantia pois parou de ligar. Após um ano ou mais, a nova garantia acabou e o novo produto deu o mesmo problema. E não trocaram. Fiquei no prejuízo. E foi um produto caro 129 dólares. Jaybird nunca mais!

  • nanz0

    Comprei esses dias um fone JBL T110, ele é com entrada padrão P2 e paguei 56 reais no site oficial da JBL com frete grátis, um dos melhores investimentos que fiz na vida
    Outros 2 amigos meus compraram um igual também

  • Washington Marques

    Onde posso comprar esses fones?

  • Rodrigo Monteiro Do Amaral

    ja tive o JF3 Freedom (o primeiro a ser lançado) e tenho alguns ano o X2…são muito bons, recomendo sempre que me perguntam sobre fones bluetooths.

  • Deve dar mais de R$ 500,00 por aqui. Eu tenho um fone bonzão pra ouvir no computador e pra rua eu tenho um Bluetooth mais simples (Meizu EP-51). Dá pra ouvir o Tecnocast e algumas músicas de forma satisfatória.

    • David Faustino

      Essa merda de fone durou uma semana comigo. Implodiu ao carregá-lo em apenas dez minutos e o carregador era fraco (0,7 mAh)… Maldita MEIZU.

  • R0gério

    Vou ficando com meu Xing QCY-QY19. Acho que foram menos de 70 STFs e quebra um galhão na academia. ☺

    • Tu só não pode guardar o celular no bolso, que já perde o sinal com o fone 😀

      • André G

        Eu quero um pra ouvir pelo smartwatch, vc sabe se a antena dele é apenas do lado direito?

        • R0gério

          Acredito que sim, por conta do que relatei na resposta pro @Zanac_Compile. Geralmente o celular ficava num banco do meu lado direto, quando eu fazia o exercício.

      • R0gério

        Pior que o sinal até aguenta quando v ele fica no bolso. Mas quando faço elevação de pernas suspenso na barra, o sinal fica cortando (celular fora do bolso pra não cair). Acho que meu braço encobre a antena. 😀

    • Douglas Ullmann

      Tenho um fone da QCY também, mas o modelo QY12. Excelente custo-benefício.

  • Douglas Ullmann

    Legal, bonito e tal. Mas por 20% desse valor se consegue fones similares com ótima qualidade nas lojas chinesas.

  • David Faustino

    Esse Paulo Riga… Achar que U$$ 130 valem o fone. MDS. Ele deve viver em outra realidade. Tenho vários fones bt. Desde JBL e Meizu até Beats. E nunca tive que pagar U$$ 130 para ter fones tops.

    • Minatonami

      recomenda alguns modelos aí mano, tô no corre atrás de um bom fone bt, mas com orçamento apertado

    • Tudo bem que nem foi ele que fez o review, mas ok.

      • David Faustino

        Ops, kkkk. Que se dane, bem vou corrigir. Fica para os anais das pérolas… Hahaha.

  • Rod

    Melhor coisa que já inventaram, foram esse fones bluetooth sport.

    Eu tinha um Jaybird X2 que eu adorava, mas um dia esqueci ele no bolso da bermuda e coloquei na lavadora… RIP.

    Acabei pedindo pra um amigo trazer um Anker Soundbuds dos EUA, e sinceramente, não tenho saudade nenhuma do Jaybird. E o Anker custou U$29 na Amazon.

    Indico fortemente pra qualquer um. Bateria dura mais, inclusive. Coisa de umas 8h de reprodução contínua. Eu recarrego 1x por semana, e uso de segunda a sexta na academia.

    https://www.amazon.com/Anker-SoundBuds-Wireless-Headphones-Ear/dp/B016Y8XJCW

    • André G

      Você sabe dizer se ele tem antena apenas na direita, na esquerda ou em ambos os lados? É que quero para correr sem levar o smartphone, reproduzindo a música pelo smartwatch e um fone que testei o áudio ficava falhando de vez em quando pq a antena era apenas do lado direito.

      • Rod

        Então, no caso do Jaybird, eu reparei que se colocasse o celular no bolso esquerdo, ele ficava falhando.

        No Anker, não acontece. Aliás, o alcance dele é ótimo. Quando vou com short sem bolso, deixo ele em cima de uma prateleira e vou malhar. As vezes fico a 10m de distância e continua tocando música normal.

        Esse fone me surpreendeu de todas as formas. Só perde pro X2 no bass, que é um pouco mais fraco.

        • André G

          Uau! Ótimo, é disso que preciso!
          Obrigado pela resposta.

          • Rod

            Meu único arrependimento foi não ter comprado o azul. Bem mais bonito que o preto..

          • André G

            Eu tive esse arrependimento com meu headphone Pulse PH152, comprei o branco e depois de quase um ano ele já estava um pouco sujo, ele acabou quebrando mas eu ganhei um Samsung Level On com a compra de um Galaxy S7 Edge, que também veio branco e eu queria o azul escuro.

        • D’ Carvalho

          esse anker deve ter nos sites chineses com frete grátis.

          • Rod

            Não confunda Anker com xing ling. É a marca mais renomada de cabos, carregadores e power banks.

          • D’ Carvalho

            anker é uma marca bem famosa nos sites chineses. Lá tem frete grátis.
            Nenhum momento eu disse qeu a qualidade é baixa.

    • Luiz Fernando

      Tava pensando em pegar esse JbX2, pois muitos reviews gringos falam bem dele, mas os comentários dos próprios consumidores são negativos, dizem que são os piores na categoria e desistir da compra. Agora tô meio sem saber o qual fone BT pegar

      • Rod

        Eu gostava bastante do meu, nada a reclamar.

        Mas agora que descobri esse da Anker, por 30 solares, dificilmente comprarei outro.

    • Bernardo Pina

      Eu estava em busca de um bom fone bluetooth, mas estava sem grana para pagar num Beatsx ou Jaybird. Pesquisei muitas marcas, de vários países (China inclusa), e o que encontrei com melhores avaliações foi o Anker Soundbuds Slim. Comprei um na semana passada pelo MercadoLivre por R$183,00 (infelizmente não consegui comprar fora por 25 dólares), e estou extremamente satisfeito.

      A qualidade do som é o que se espera de um fone simples, não tem nada demais. Mas a construção parece sólida, a transmissão via bluetooth é bem estável e… convenhamos, 7 a 8 horas de bateria por 25 dólares é muito bom. Não tenho o que reclamar.

      http://amzn.to/2rlNgdl

      • Rod

        Não troco meu Anker pelo meu finado Jaybird. A bateria dura mais, e o controle não fica no fio, o que eu não gostava muito.

    • RicardoVergara

      cliquei no link e o preço é o mesmo. mas o frete = U$75 o.O

  • Leandro Santos

    Eu tenho um jaybird bluebuds e devo confessar que fiz faculdade pra entender os acessórios.

  • André G

    Eu tenho um headphone sem fio e queria um fone sem fio para correr, comprei um no mercado livre que me custou 48 reais + frete. Pelo preço vc já pode imaginar o lixo que era… Só comprei pq alguns comentários falavam bem.
    A bateria durava apenas 15 minutos e o áudio do lado direito era mais alto que do lado esquerdo, joguei no lixo. Mas até que ele era bonito.

  • Luiz Fernando

    Tô querendo muito fones BT, cansei de fones com fio, já perdi 2 e eles custaram mais de 150 reais cada. Tô pensando em pegar esse ou o Beats X

  • Dil Ribeiro

    E eu perdi o meu jaybird x2… 🙁

  • Hans S Krutz

    Eu comprei para usar na academia um fone para de uma empresa brasileira que importa e revende direto para consumidores e fiquei surpreendentemente surpreso pelo custo benefício, pois a qualidade do som, acabamento, etc são muito bons (bateria dura umas 07 horas!) – site http://www.comerciosemfio.com.br

  • Leandro Santos

    Eh tenho um bluebuds X até hj. E tá perfeito. Inclusive atender o telefone e falar com ele é ótimo.

  • Alekssy Alves Souza

    Bem menos vc compra um desse http://www.gearbest.com/sports-fitness-headphones/pp_560729.html que é a mesma coisa se não for melhor.