Início » Mobile » Asus lança Zenfone 3 Zoom com duas câmeras e bateria gigante no Brasil

Asus lança Zenfone 3 Zoom com duas câmeras e bateria gigante no Brasil

Zenfone AR com 8 GB de RAM e Zenfone Live também estão a caminho do mercado brasileiro

Por
1 ano atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Direto de Santos — A Asus lançou nesta segunda-feira (27) o Zenfone 3 Zoom, um smartphone com duas câmeras traseiras que conta com zoom óptico de 2,3x. O aparelho foi apresentado em janeiro, durante a CES 2017, e se destacou pela bateria gigante de 5.000 mAh, capaz de gravar vídeos em 4K por seis horas contínuas.

O Zenfone 3 Zoom guarda semelhanças com o Zenfone 3, trazendo o mesmo chip Snapdragon 625 e variantes com 3 ou 4 GB de RAM, além de visor de 5,5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels e um sistema desatualizado de fábrica, o Android 6.0 Marshmallow. Mas o armazenamento pode chegar a 128 GB no modelo mais caro do Zenfone 3 Zoom, e o painel da tela mudou de IPS LCD para AMOLED.

A câmera traseira é equipada com sensor de imagem Sony IMX362 de 12 megapixels, bem parecido com o IMX260 do Galaxy S7. Ele possui tecnologia Dual Pixel, um sistema de foco por detecção de fase mais rápido, e captura as imagens por meio de uma lente com abertura generosa de f/1,7 na distância focal padrão. Com zoom de 2,3x, o Zenfone 3 Zoom passa a utilizar a lente secundária com abertura de f/2,6.

Esse sistema de duas lentes é diferente da abordagem do primeiro Zenfone Zoom, que utilizava um mecanismo complexo para mover as lentes dentro da objetiva com o auxílio de um motor de zoom — o que parecia legal, mas acabava restringindo a abertura (f/4,8 no zoom máximo), prejudicando a qualidade das fotos com pouca iluminação. O novo esquema, que também é adotado pelo iPhone 7 Plus, é mais simples e parece gerar melhores resultados.

A câmera frontal também recebeu atenção, com resolução de 13 megapixels e lente de abertura f/2,0. Uma curiosidade é que a Asus colocou um sensor Sony IMX214 na frente do Zenfone 3 Zoom. Esse é um componente bem popular, que chegou a ser utilizado na câmera (traseira, claro) do Moto G de 3ª geração.

Segundo a Asus, a bateria de 5.000 mAh permite seis horas de filmagem em 4K, 25 horas de navegação por Wi-Fi ou 42 dias em standby. Eu ainda não fiquei com o Zenfone 3 Zoom por tempo suficiente para avaliar a duração no mundo real, mas é fato que smartphones com Snapdragon 625 sempre se deram muito bem, mesmo com baterias menores, então a expectativa em torno da autonomia do aparelho é alta.

No Brasil, o Zenfone 3 Zoom estará disponível em três versões:

  • 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento: R$ 1.899
  • 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento: R$ 2.199
  • 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento: R$ 2.499

Ele será comercializado nas cores preto, prata e rosa a partir desta segunda-feira (27), na loja da Asus e nas principais redes de varejo. Nosso review será publicado em breve. O que vocês querem saber sobre ele?

Zenfone AR

O Zenfone AR, topo de linha com foco em realidade virtual e aumentada, também será lançado no Brasil. Ele chega até o segundo trimestre, em versões com 6 ou 8 GB de RAM. O preço ainda não foi revelado, mas o próprio diretor de marketing regional da Asus, Marcel Campos, adianta que ele será bem caro (e não será um dispositivo que terá um grande volume de vendas).

Anunciado junto com o Zenfone 3 Zoom, o Zenfone AR tem tudo a ver com realidade aumentada. Ele suporta Tango, a tecnologia de visão computacional do Google que permite criar experiências como mapeamento em 3D, navegação indoor, medição de objetos e interação com o mundo real. É o segundo smartphone do mercado a suportar a novidade, depois do Lenovo Phab 2 Pro.

Mas o Zenfone AR também está preparado para realidade virtual: ele roda Android 7.0 Nougat e tem suporte ao Daydream, plataforma do Google que reúne aplicativos e games de VR. Para melhorar a experiência, o aparelho traz display Super AMOLED de 5,7 polegadas com resolução de 2560×1440 pixels e um sistema de três câmeras (a principal, de 23 megapixels, além de uma câmera de rastreamento de movimento e outra de detecção de profundidade).

Completam o conjunto um processador quad-core Snapdragon 821, armazenamento interno de até 256 GB (com entrada para microSD de até 2 TB) e bateria de 3.300 mAh. Se o Zenfone 3 Deluxe chegou custando até R$ 4.899, não espere uma pechincha no Zenfone AR.

Zenfone Live

Outro smartphone chegando ao Brasil é o Zenfone Live, que será conhecido como Zenfone 3 Go em alguns mercados. Trata-se de um aparelho básico, para competir abaixo da categoria do Moto G5. O principal destaque do produto é o suporte a embelezamento de rosto durante transmissões de vídeo ao vivo no Facebook, YouTube ou Instagram. Este é o primeiro smartphone do mercado com essa otimização por hardware, segundo a Asus.

Há algumas características que tornam o aparelho mais interessante para o público que gosta de transmitir vídeos ao vivo, como a lente da câmera frontal com campo de visão de 82 graus (o que permite enquadrar mais detalhes na cena) e a presença de dois microfones, que ajudam a reduzir o ruído e melhorar a qualidade da voz, “mesmo se o cenário for uma rua movimentada, um bar barulhento ou a agitação de um shopping center”.

De resto, estamos falando de um smartphone de entrada: processador Snapdragon da série 400, RAM de 2 GB, armazenamento interno de 16 GB (com suporte para microSD de até 128 GB), tela IPS LCD de 5 polegadas (1280×720 pixels) e bateria de 2.650 mAh, rodando o antigo Android 6.0 Marshmallow. A câmera traseira tem resolução de 13 megapixels e lente com abertura f/2,0.

O modelo que será vendido no Brasil conta com suporte a TV digital em alta definição. Ele chega ao varejo em maio, ainda sem preço definido.

Paulo Higa viajou no MSC Presioza a convite da Asus.