Início » Web » Google vai avisar sites que tiverem anúncios irritantes

Google vai avisar sites que tiverem anúncios irritantes

Por
18 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Google começou a testar um bloqueador de anúncios nativo no Chrome para Android. O recurso servirá para bloquear propagandas irritantes, como pop-ups que enchem a tela do smartphone, ou mesmo anúncios que tocam som automaticamente. Mas como saber quais anúncios são considerados invasivos? O próprio Google vai alertar os sites.

A ferramenta Ad Experience Report já está no ar, mas nem todos os sites foram testados pelo Google; isso será feito durante os próximos meses. Ela analisa o site e encontra “experiências de anúncios identificadas pelo setor como altamente inconvenientes e abusivas para os usuários, que são aquelas criadas para serem enganosas”, avisando o proprietário caso o site se enquadre no problema.

O motivo é simples: as pessoas instalam adblockers por causa dos anúncios intrusivos (essa é a motivação de 69% dos usuários entrevistados pelo Google). Embora alguns usuários coloquem seus sites preferidos na lista branca (obrigado por adicionar o TB!), em regra todos os anúncios são bloqueados. Ou seja, acaba sendo pior para todo mundo, inclusive para o Google, que ganha dinheiro com publicidade.

Daí a necessidade do Google em tentar melhorar a qualidade dos anúncios. A empresa diz que, no desktop, 97% das propagandas invasivas são pop-ups. Isso é um pouco diferente nos dispositivos móveis: 54% das “violações” são pop-ups, e há uma parcela considerável (21%) de problemas relacionados à densidade do anúncio (banners que invadem as pequeninas telas dos smartphones).

“A boa notícia é que as pessoas não odeiam todos os anúncios, apenas os irritantes. Trocar anúncios invasivos por outros mais aceitáveis vai garantir que todos os criadores de conteúdo, grandes e pequenos, possam continuar sustentando seus trabalhos com publicidade online”, diz o Google.

É mais uma tentativa de encontrar um meio termo entre permitir qualquer tipo de propaganda invasiva (ruim para os usuários) e bloquear todos os anúncios da web (ruim para as empresas de mídia). Vale lembrar que, além do bloqueador do Chrome, o Google também está penalizando sites móveis com pop-ups chatos, aqueles que ocupam toda a tela do smartphone e deixam um “x” minúsculo em um canto escondido.

Mais sobre: , ,
  • Alisson Silva

    Os piores anúncios são os que aparecem do nada no meio da tela e só podem ser fechados depois de uma contagem regressiva. Tem também os vídeos com autoplay. Deveria haver um estudo que comprova que isso faz as pessoas odiarem a marca, ou seja, o anúncio acaba tendo o efeito oposto. O pior de tudo é que esse tipo de propaganda não é visto só em pequenos sites não, tem um portal que é top 5 do Brasil e que usa este recurso, depois reclama quando as pessoas usam bloqueadores.

    • Dayman Novaes

      “Deveria haver um estudo que comprova que isso faz as pessoas odiarem a marca” os estudos são feitos (ou pelo menos, deveria ser) para comprovar a realidade, não para comprovar que sua hipótese está correta. Porque acredito que “isso faz as pessoas odiarem a marca” é apenas uma hipótese sua. A minha hipótese é que isso não faz as pessoas odiarem a marca, e sim odiar o veículo.

      • Jefferson Da Conceição Ferreir

        Atualmente eu estou odiando a WIX porque sempre que vou ver algum video relacionado a programação web, *sempre* vem o anuncio com um volume bem alto: “TODO MUNDO PRECISA DE UM SITE, CRIE JÁ O SEU VOCÊ TAMBÉM”

      • John Smith

        Quer dizer que não existem estudos destinados a investigar hipóteses?

        PS: Eu crio aversão à marca E ao veículo que a transmite.

        • Dayman Novaes

          Sim, John, foi o que eu quis dizer. Na verdade a maioria dos estudos são para comprovar ou disprovar uma hipótese. É porque da forma que ele colocou parece que ele tá sugerindo que a hipótese dele é verdadeira e o estudo seria só pra comprovar “cientificamente”. E tem que tomar cuidado com essa forma de pensar, porque ela comumente gera estudos enviesados, o que não pode acontecer

  • Miguel Martins

    mais chatos que os que param seu vídeo no meio no YouTube eu desconheço.

    • Molinex

      E esses são da google. O que sera que ela vai fazer a respeito?

    • Tom

      Não aguento mais ifood

  • O pior para mim são aqueles mini-jogos com gameplay… nossa, odeio isso. 🙁

  • A UOL coloca uma navbar pra te perseguir.
    O Adblock até consegue remover o anúncio, mas a DIV fica lá, em branco, te encarando.

    A sorte é que o Ublock Origin tem um “Element Hiding Help” nativo e é fácil de remover a DIV.

    • Eu, particularmente, nem tenho tanto problema com essas DIVs em branco, o que me deixa irritado são os adblocker-blocker.
      Site enche a tela de anuncio, a um ponto que fica difícil navegar sem clicar em um deles, e a leitura é prejudicada, aí quando você resolve o problema com o adblocker eles te punem, travando a tela.

      • Rafael F. Silva

        Já existem complementos anti adblocker-blocker

        • Daqui a pouco vai ter o “anti adblocker-blocker” blocker (é até difícil escrever isso).
          Mas sei, no Chrome eu usava um script no GreaseMonkey, no Opera o adblocker nativo bloqueia os trecos aí.

      • Já tem o bloqueador do bloqueador.

        Os caras usam (em geral) javascript pra detectar as extensões, daí basta alguns truques e o bloqueador de bloqueador cai por terra.

        • É, eu manjo, mas na época eu usava o Chrome com Adblocker e a unica solução que achei foi instalar o GreaseMonkey e ativar uns scripts obscuros pra bloquear essas janelas.
          Atualmente, usando o Opera com o adblocker nativo, não lembro de ter nenhum tipo de problema desse tipo.

  • Kang Otro ✓

    Então o Google vai avisar quando entrar em algum site do Google?

  • Lucas Carvalho

    Pensei que na imagem no início da notícia era o pixelcanvas.io, mas é a http://www.milliondollarhomepage.com/

  • Tecnoblog é um dos poucos que deixo na lista branca ❤️ de nada

  • Arthur Soares

    Só coloco site na lista branca quando ele me obriga e eu estou realmente interessado no conteúdo. Clube do Hardware começou com essa palhaçada agora.