Início » Negócios » Nubank abre escritório na Alemanha

Nubank abre escritório na Alemanha

Paulo Higa Por

O Nubank abriu seu primeiro escritório fora do país. Em Berlim, na Alemanha, a fintech brasileira terá uma equipe focada em infraestrutura e engenharia de dados para continuar sua expansão.

Com o escritório internacional, que fica em um coworking, a ideia é atrair os melhores engenheiros. Diz o cofundador Edward Wible: “Nós queremos nos conectar com a experiência e a inovação do mercado europeu, e assim alcançar mais engenheiros que tenham interesse no que estamos construindo aqui no Nubank”.

Quatro engenheiros do Nubank, que trabalhavam no Brasil, foram transferidos para Berlim com o objetivo de iniciar a operação. Além disso, a empresa contratou Gavin Bell como engenheiro sênior e líder técnico; ele trabalhou por mais de três anos no SoundCloud.

A expectativa é empregar mais de 20 funcionários no escritório alemão, de acordo com a Reuters. No Brasil, o Nubank tem uma equipe de 750 pessoas, sendo 110 engenheiros de software; trata-se da segunda função mais comum na empresa, atrás do atendimento ao consumidor.

Mesmo com o escritório na Alemanha, o Nubank não revelou planos de expandir a operação internacionalmente, e “quer continuar contratando desenvolvedores tanto no Brasil quanto em Berlim”.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

ʞǝʌǝɥs

ao contrário, falo de empresas grandes...em geral "engenheiros de software" são os caras que mexem com software básico, a nível até mesmo de sistemas operacionais e compiladores

enfim, acho que é uma questão de terminologia de cada empresa, especialmente de empresas grandes, onde cada uma tem seus próprios critérios

dando um exemplo um pouquinho diferente, dependendo da empresa o "analista de sistemas" também programa, e existe a figura do "analista de negócios"...em outras empresas não existe analista de negócios, quem faz isso é o analista de sistemas, e quem programa é "desenvolvedor", "analista de software", ou até mesmo "programador"...e assim por diante

Jose X.
ao contrário, falo de empresas grandes...em geral "engenheiros de software" são os caras que mexem com software básico, a nível até mesmo de sistemas operacionais e compiladores enfim, acho que é uma questão de terminologia de cada empresa, especialmente de empresas grandes, onde cada uma tem seus próprios critérios dando um exemplo um pouquinho diferente, dependendo da empresa o "analista de sistemas" também programa, e existe a figura do "analista de negócios"...em outras empresas não existe analista de negócios, quem faz isso é o analista de sistemas, e quem programa é "desenvolvedor", "analista de software", ou até mesmo "programador"...e assim por diante
Tenente Figueiredo
Nas 3 empresas de TI que trabalhei, NENHUM eng de soft programava (não que eles não soubessem). Mas tinha equipe especifica pra implementar. Geralmente isso que vc está falando acontece em empresas pequenas que as funções ficam acumuladas.
ʞǝʌǝɥs

engenheiro de software que não programa ? nunca vi isso, em qualquer empresa que tem "engenheiro de software" eles também programam, se não forem gerentes, "gestores" (alô dória), coordenadores, etc

agora, "arquiteto de software" sim, existem aos montes, não sei o que eles fazem :) mas o "job description" ou "skill set" deles (em geral) não exige programação

Jose X.
engenheiro de software que não programa ? nunca vi isso, em qualquer empresa que tem "engenheiro de software" eles também programam, se não forem gerentes, "gestores" (alô dória), coordenadores, etc agora, "arquiteto de software" sim, existem aos montes, não sei o que eles fazem :) mas o "job description" ou "skill set" deles (em geral) não exige programação
Lucas Blassioli
Berlin hat nur Startup, es macht Sinn
Alex Panceri
Eu so queria que funcionasse o Nubank com o Samsung Pay. Isso é pedir muito?????
Nicht schlecht...
Baidu feat MC Brinquedo
Na faculdade tive uma professora que estava cursando doutorado em Engenharia de Software e não sabia programar uma única linha. Então sim, tem diferença!
Baidu feat MC Brinquedo
O cara deve gostar de receber faturas em papel, entregues pelo curreios. Aqueles cheios de letras e siglas complicadas, feitas pro usuário perder tempo. Eu quero um cartão pra parcelar as coisas, se for pra ler letra miúda e sigla aleatória eu começo uma faculdade de direito.
Corvo
O único benefício que o Nubank tem (além da ausência de anuidade) eu troco por todos os "mimos" dos outros cartões, que é poder adiantar uma compra parcelada e ganhar desconto na fatura. Pelo menos pra mim isso vale muito mais que os pontos ilusórios que nunca valem nada na prática.
Baidu feat MC Brinquedo
Cartão com anuidade tem aos montes, difícil depois é entender a sopa de letras e de "***" da fatura. Nesse ponto o Nubank é imbatível. Nada de asteriscos e letras miúdas. Só pago aquilo que efetivamente gasto. Com os outros cartões você perde um bom tempo tentando entender o diabo de uma sigla que apareceu "do nada" e te cobrando um valor por isso.
Marcelo Pietro
Só discordo nesse,"acho que a inovação vem muito mais do lado do Nubank do que dos outros." Nubank só inovou na questão do cartão de crédito. Conta digital,grátis e ilimitada eles são os imitadores e não os que trouxeram a novidade. Pontos que nunca expiram também. Pagamentos por aproximação é lenda no Nubank.
ばか

Nop, pode ser sutil, mas tem diferença sim.
No mais, engenheiro "não é programador".

Anderson
Mas concorrentes agora é o que não vai faltar, até os grandes bancos e operadoras (DIGIO, Credicard...) praticamente esperaram e esperam o Nubank lançar algo para logo depois lançarem algo, acho que a inovação vem muito mais do lado do Nubank do que dos outros.
Exibir mais comentários