A Amazon já permitia que brasileiros fizessem compras na loja americana e pedissem para entregar aqui, pagando os impostos de importação e os custos de frete. Nesta quarta-feira (18), a empresa atualizou seu aplicativo oficial para destacar esse recurso, agora com direito a preços em reais e descrições de produtos em português do Brasil.

O aplicativo da Amazon permite acessar, além das lojas locais do Brasil, dos Estados Unidos e de outros países, uma específica para compras internacionais. Na versão global da loja, é possível fazer buscas e encontrar produtos em cinco idiomas (inglês, espanhol, alemão, chinês e português do Brasil) e ver os preços em 25 moedas, incluindo a nossa.

Nem todos os produtos da Amazon dos Estados Unidos estão disponíveis na loja internacional, mas já é possível adquirir mais de 45 milhões de itens, de acordo com a Reuters. Você pode escolher várias opções de frete internacional (padrão, expresso ou prioritário) e ter uma previsão de quanto vai pagar de imposto de importação.

Vale lembrar que a Amazon sempre cobra os impostos alfandegários (bem salgados) antecipadamente, no momento em que você faz a compra. Se as taxas cobradas pela Receita Federal foram maiores do que o valor pago, você não paga nada a mais; se forem menores, a Amazon reembolsa a diferença no cartão de crédito.

A novidade já está disponível para todos os usuários nos aplicativos para Android e iOS, que podem ser baixados nesta página.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eduardo Barros

Isso funciona na prática ;)

Douglas Peixoto

CDS tem imunidade tributaria apenas se forem fabricados no Brasil e de autoria de artistas brasileiros.

tuneman

O vocalista continua com a imperial state electric

Arley Martins

Quase nada vale a pena comprar. Esses impostos BR é algo sem noção. Dependendo dos itens que for comprar e o valor deles, vale mais a pena viajar até os USA e comprar tudo la, pagar passagens, hotel e ainda passear, acaba ficando mais barato.

Magnosama

Só queria poder importar um Pixel 2 XL, tsc...

johndoe1981

The Hellacopters? Até que eles tinham umas músicas bacanas co começo dos anos 2000.

tuneman

Uia! CDs eu não sabia!
Posso importar uns hellacopters sem taxas!

Marco Pacheco

Livros e e cds

tuneman

Livros ainda são isentos de impostos?

Matheus Gonçalves

E caso os impostos fiquem abaixo do que foi cobrado na hora da compra, segundo as regras, deve rolar um reembolso. Mas pra ter certeza, só consultando o suporte mesmo.

Eduardo Braga

Nossa, alguns livros ficam na casa dos 100 temers. Eu comprei porque faço as coisas no impulso, mas não recomendo.

Seraph

Como eu falei antes, entendi o ponto de vocês, eu havia desconsiderado o sistema Amazon mesmo. Continuarei no meu AliExpress mesmo

André G

As vezes compensa comprar pela Entrusters, que aí alguém que está nos EUA vindo pro Brasil trás pra vc.
Um amigo meu comprou, chegou em uma semana e pagou o mesmo que iria pagar comprando pela China.

Trovalds

Amazon manda pro BR cobrando TODOS os devidos, tanto o Federal (60%) como o Estadual (17% na maioria dos Estados). Daí os impostos são calculados sobre o valor do produto + frete E são em cascata.

Exemplo: produto de US$ 100 + US$ 10 de frete. 60% Federal de US$ 110 = US$ 66. 17% Estadual de US$ 176 (sim, é em cima do total do anterior): US$ 29,92. Total: US$ 205,92.

O que normalmente não acontece em outras importações diretas é a cobrança do imposto Estadual. Mas a Amazon não tá cobrando errado, apenas está cobrando o que a legislação da banânia prevê.

Basicamente a Amazon cobra o que você pagaria se importasse uma mercadoria via FedEx, com a diferença que você paga tudo de uma vez só diretamente pra eles ao invés de pagar os impostos no ato do recebimento.

Trovalds

Livros físicos e medicamentos (desde que aprovados pela ANS) são isentos de impostos.

Mas o frete dos livros torna proibitiva a importação em alguns casos.

Exibir mais comentários