Início » Antivírus e Segurança » Google remove 39 canais do YouTube por campanhas de desinformação

Google remove 39 canais do YouTube por campanhas de desinformação

A investigação identificou canais, blogs e perfis ligados ao Irã

Victor Hugo Silva Por

Após o Facebook remover páginas que atuavam em conjunto para influenciar eleições, o Google adotou medidas parecidas. A empresa anunciou nesta quinta-feira (23) que removeu 39 canais no YouTube ligados ao canal estatal iraniano IRIB (Islamic Republic of Iran Broadcasting).

Eles atuavam em conjunto para influenciar o cenário político dos Estados Unidos, do Reino Unido e de países da América Latina e do Oriente Médio. Somente os vídeos voltados para os EUA tinham cerca de 13 mil visualizações no país.

Google

O Google também encontrou outros seis blogs no Blogger e 13 contas no Google+ relacionadas à IRIB. "Os atores envolvidos com esse tipo de operação de influência violam nossas políticas e nós rapidamente removemos esse conteúdo dos nossos serviços e encerramos suas contas", afirmou a empresa.

A atividade coordenada acontece o menos desde janeiro de 2017. De acordo com o Google, vários indícios ajudaram a confirmar o envolvimento entre as contas. A companhia disse que os dados técnicos, as informações de propriedade de domínio, os metadados e as informações de inscritos estavam "fortemente vinculados" à IRIB.

Assim como o Facebook, o Google contou com a ajuda da FireEye, uma empresa de segurança digital que identificou algumas contas suspeitas. Inicialmente, a companhia indicou a existência de três contas de e-mail, três canais no YouTube e três contas do Google+ que poderiam ser investigadas.

Por meio de um trabalho conjunto realizado nos últimos dois meses, as empresas chegaram às demais contas. Elas também comprovaram a realização de tentativas de ataques por phishing que miravam campanhas políticas, jornalistas, ativistas e acadêmicos em todo o mundo.

O Google diz ter informado as autoridades sobre os resultados da investigação e detalhado sua ligação com o conteúdo político nos EUA. A empresa lembra que esta não foi a primeira campanha do tipo patrocinada por um governo.

Em 2017, ela descobriu uma ação ligada à Internet Research Agency (IRA), órgão ligado ao governo russo. A campanha visava espalhar informações enganosas durante a campanha presidencial americana de 2016 e foi realizada tanto em serviços do Google, quanto no Facebook.

Depois da investigação, o Google removeu 42 canais no YouTube, que contavam com 58 vídeos políticos em inglês. "Desde então, continuamos a monitorar nossos sistemas e ampliamos o leque de atores relacionados ao IRA contra os quais tomamos medidas", afirmou a empresa.

Com informações: GoogleThe Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Don Frye

Claro fármacos de um modo geral são a verdadeira "desgraça" da humanidade. As piores criações humanas vem da medicina.....Difícil é convencer alguém que esta fodido em uma cama de hospital de que a "morfina" faz mal e que é melhor ele suportar dores fortíssimas em vez de sofrer com os danos colaterais depois. Com todo respeito, Você digita muita merda cara, é pedante em todos os seus comentários para parecer inteligente e crível.

Marcos Guilherme

"Lula não roubou nada foi vítima dessas empreiteiras aí!"

Marcos Guilherme

kkkkk, realmente o cara já chega xingando os outros e não percebe que agindo dessa maneira se torna o verdadeiro censurador.

Luan Silva

kkkkkkkkk tenho que ser ironico.

Nicolas_RS

O que isso tem a ver com o assunto o espertão? Sem contar que todas essas citações são fora de contexto, mal interpretadas e/ou mentirosas!

Exemplo da tortura, ele é a favor para sequestradores!
Tu sabe a proporção de terras indígenas para índios?

Aconselho que fique calado!

Delcino José Serra dos Santos

Esse indivíduo, o Nicolas, é rude ao extremo, ignóbil mesmo. Porque será que ele não compreende que o Estado tem o dever de proteger a todos sem exceção e não pode ser seletivo, e se permitir a um, e outro não, é censura? Já uma empresa privada não tem obrigação outra a não ser consigo. Se tivesse obrigação com todos deveria ser Estatal. Esses infantilóides acreditam que Facebook, YouTube, Google pertencem a eles e não que são empresas com interesses próprios. Ah! Vão vender enlatado em feira de orgânico.

Delcino José Serra dos Santos

E ainda nos leva a concluir que estudar não educa e nem leva ninguém ao bom senso. Como diziam os antigos, "é mais fácil levar o burro ao mourão que o bruto à razão". Sabedoria popular faz falta.

Delcino José Serra dos Santos

O que foi dito acima sobre discernir se aplica de fato a muita gente e esses devem ser protegidos de si próprios. Quanto a livros e estudos científicos, vale o adágio: "prudência e canja de galinha não faz mal a ninguém". Na década de 90 dois nobels escreveram The Bells Curve e outros também fraudaram dados sobre males do tabaco e fraudaram deliberadamente estudos em benefício próprio. Não descrevo os detalhes para o texto não ficar longo. Então, eu, você, padre, pastor, cientistas, somos todos humanos e não o melhor da raça. Fique esperto.

Nicolas_RS

Deletar uma opinião e/ou discordar de um acontecimento vejo como censura!

Kumatora Brasil

Você ignorou tudo que eu disse sobre as vacinas, elas ajudam a salvar vidas, e nao ao contrário, você diz que as pessoas tem o direito de não se vacinar, mas se ela tiver uma doença contagiosa grave que pode mata-la, como fica?, E se uma família resolver não vacinar seu filho e ele morrer, como fica, se acontecer uma epidemia mortal, como as pessoas irão se salvar?, Algum milagre?.

Veja os exemplos da Febre amarela e a poliomielite, elas eram doenças mortais e severas, que foram erradicadas graças às vacinas, se não tivesse vacina, provavelmente metade da população mundial iria perecer, e você e eu nao estaria aqui falando sobre isso.

Você entende que graças a essa ideia de não vacinação, a poliomielite pode voltar em 312 municípios do Brasil, se você pesquisar o minimo sobre essa doença, verá o quanto ela é mortal e provavelmente milhares de pessoas irão morrer, vitimas dessa teoria conspiratória

Gabriel Ferreira

Entendo seu ponto de vista amigo, não tenho nada contra o ponto de vista ideológico do site e de seus criadores, contribuidores, etc. Apenas crítico os disparates "noticiados" neste canal, que tem como único e principal objetivo apoiar a pior corja política que se encontra em nossa nação.

Nicolas_RS

Verdade, você é o espertão.

Abraão Caldas

Você confunde as coisas, uma coisa é você ser humilhado por um estabelecimento, outra coisa é um estabelecimento ter que te aturar lá dentro falando bobagem, nenhum negócio é obrigado a dar voz a sua palavra.

Nicolas_RS

Cara, se não sabe o que fala fique calado! Segundo o Brasil247, Bolsonaro consta na Lista de Furnas, mas procure fontes oficias e verá que não consta! O mesmo site, diz que o Bolsonaro é golpista pq apoiou o "golpe" da Dilmanta. Olhe só o que foi escrito em uma das matérias, "Em outra situação agrediu moralmente a deputada Maria do Rosário com a seguinte frase: "Só não te estupraria porque você não merece." Sabe quem é Maria do Presidiário? A DePUTAda que defende estuprador! Outra frase do site "Bolsonaro é corrupto: apesar de o discurso da corrupção ser o principal argumento difundindo pelos golpistas para o afastamento de Dilma, Bolsonaro já foi citado em diversos casos de corrupção como Furnas e a operação Lava-Jato. Ele também é acusado de ter diversos imóveis não declarados.", Tambem mentira! Bolsonaro não foi citado na Lava Jato nem na Lista de Furnas, inclusive foi elogiado pelo Joaquim Barbosa POR SER O ÚNICO A NÃO ACEITAR DINHEIRO!

Independente do que você tem, precisa seguir REGRAS E LEIS! Vai ler as leis BÁSICAS do BRASIL SUA MULA!

Art. 220 A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.

Lorrane

this is censura

Exibir mais comentários