Início » Computador » WD Black NVMe é o SSD para games da Western Digital

WD Black NVMe é o SSD para games da Western Digital

Em versões com 250 GB, 500 GB e 1 TB de capacidade, WD Black NVMe é um SSD da Western Digital focado em jogos e outras aplicações de alto desempenho

Por
09/10/2018 às 17h17

Esta terça-feira (9) foi a data escolhida pela Western Digital para lançar o SSD WD Black NVMe no Brasil. O modelo tem alto desempenho e é voltado para games, mas, obviamente, também pode ser direcionado a outras aplicações exigentes, como edição de vídeos e realidade virtual.

WD Black NVMe

Nos Estados Unidos, o WD Black NVMe foi anunciado em abril. No Brasil, apesar de ter sido disponibilizado em lojas como Kabum há algumas semanas, está sendo apresentado oficialmente agora.

O nome já deixa claro que este é um SSD para quem procura performance: o termo Black indica os produtos da Western Digital para usuários finais que oferecem mais desempenho (a linha Green é formada por dispositivos de entrada, enquanto a Blue oferece opções intermediárias). De fato, os números convencem, embora variem conforme a versão:

  • WD Black NVMe de 1 TB: 3.400 MB/s (megabytes por segundo) na leitura sequencial, 2.800 MB/s na escrita;
  • WD Black NVMe de 500 GB: 3.400 MB/s na leitura, 2.500 MB/s na escrita;
  • WD Black NVMe de 250 GB: 3.000 MB/s na leitura, 1.600 MB/s na escrita.

As operações aleatórias por segundo (IOPS) também variam:

  • WD Black NVMe de 1 TB: até 500 mil IOPS na leitura, até 400 mil IOPS na gravação;
  • WD Black NVMe de 500 GB: até 410 mil IOPS na leitura, até 330 mil IOPS na gravação;
  • WD Black NVMe de 250 GB: até 220 mil IOPS na leitura, até 170 mil IOPS na gravação.

Outra característica que o nome deixa claro é o suporte ao NVMe, padrão para SSDs que melhora sensivelmente o tempo de acesso aos dados. Já o formato físico segue o padrão M.2 2280, que vem aparecendo em laptops e placas-mãe para desktops mais recentes.

WD Black NVMe

Uma noção do quão diminuto é o WD Black NVMe com o formato M.2 (são 80×22 mm)

Do tipo 3D NAND, os chips de armazenamento empregados nas unidades são da SanDisk (empresa pertencente à Western Digital desde 2015) e seguem a especificação Triple-Level Cell (TLC), ou seja, armazenam três bits por células. Além disso, cada chip utiliza 64 camadas de células.

A Western Digital fez demonstrações do SSD em um evento realizado em São Paulo. Para isso, chamou jogadores do time de eSports paiN Gaming. Ali, ficou claro quão rapidamente a unidade permite que as fases dos games sejam carregadas, por exemplo.

É claro que, com todos os seus atributos, os SSDs WD Black NVMe não vão estar entre as opções mais baratas do mercado. Os preços da opção de 250 GB variam entre R$ 650 e R$ 800, dependendo da loja. Já a versão de 500 GB custa entre R$ 1.200 a R$ 1.500.

Por ora, o WD Black NVMe de 1 TB não está disponível oficialmente no Brasil. A Western Digital diz que essa versão será lançada por aqui, mas não deu prazo para isso.

Atualizado às 18:16: o texto original mencionava uma versão de 2 TB da linha Black NVMe citada por um executivo da Western Digital, mas a empresa entrou em contato com o Tecnoblog para explicar que, na verdade, essa opção ainda não existe.