Início » Jogos » Epic Games compra Rocket League e pode deixar de vender jogo no Steam

Epic Games compra Rocket League e pode deixar de vender jogo no Steam

Rocket League tem mais de 50 milhões de usuários; quem comprou o jogo pelo Steam continuará recebendo atualizações

Felipe Ventura Por

Rocket League conta com mais de 50 milhões de jogadores únicos, e agora tem um novo lar: a desenvolvedora Psyonix foi comprada pela Epic Games (de Fortnite). Quem comprou o jogo pelo Steam continuará recebendo suporte e atualizações; no entanto, a versão para PC pode ser vendida apenas na Epic Games Store em algum momento de 2019.

Em comunicado à imprensa, a Epic afirma que “a versão para PC de Rocket League chegará à Epic Games Store no final de 2019. Nesse meio-tempo, ela continuará disponível para compra no Steam; depois, o jogo continuará a receber suporte no Steam para todos os compradores existentes”.

Isso dá a entender que Rocket League deixará de ser comercializado no Steam quando chegar à Epic Games Store. No entanto, a empresa diz ao The Verge: “continuamos a vender Rocket League no Steam e não anunciamos planos para parar de vender o jogo lá… planos de longo prazo serão anunciados no futuro”.

A Epic promete “suporte no Steam”, mas o que isso significa? Ela esclarece à Variety que patches, DLCs e todos os outros conteúdos para Rocket League que chegarem à Epic Game Store também aparecerão no Steam para aqueles que já possuem o jogo.

Vale lembrar que o jogo também pode ser adquirido no PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch, além do Windows, macOS e Linux.

A Psyonix garante que nada vai mudar no curto prazo: “ainda estamos comprometidos em fornecer atualizações frequentes para Rocket League que tragam novos recursos, novos conteúdos e novas maneiras de jogá-lo por quanto tempo você quiser”, diz a empresa no site oficial.

Epic Games Store terá mais jogos exclusivos no PC

Rocket League pode se tornar mais um jogo exclusivo da Epic Games Store no PC, se juntando a títulos como Metro Exodus, Borderlands 3, Heavy Rain, Beyond: Two Souls, Detroit: Become Human, Super Meat Boy Forever e a última temporada de The Walking Dead da Telltale. The Division 2, da Ubisoft, também não está disponível no Steam (mas pode ser comprado na Uplay).

A Epic Games Store oferece termos mais vantajosos para desenvolvedores: ela devolve 88% do valor dos jogos, contra 70% do Steam (ou menos no caso de títulos com Unreal Engine 4).

Tim Sweeney, CEO da Epic Games, tuitou recentemente que deixaria de oferecer jogos exclusivos em sua loja se o Steam “se comprometer com um compartilhamento permanente de 88% da receita para todos os desenvolvedores e editores sem grandes ressalvas”. A Valve não respondeu.

A Psyonix foi fundada em 2000 por Dave Hagewood e trabalhou nos bastidores dos jogos com a Unreal Engine, incluindo Gears of War, Mass Effect 3, XCOM: Enemy Unknown e Unreal Tournament 2004. A aquisição deve ser concluída “perto do final de maio ou o início de junho de 2019”; o valor não foi revelado.

Com informações: Ars Technica, The Verge. Atualizado em 02/05.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

ばか

Com a criança do fortnite injetando dinheiro lá, não fecha nunca.

JairNito

Puta merda de Epic, só falta ela compra os exclusivo de GTA 6 e o novo Skyrim ( lá pra 2021 no mínimo quando lançar). Faz isso e vai levar tanto hate que vão ter que fechar a empresa.

Capitão Caverna

Se tem público?
ayuaauhauahuah
Impressionante o que o hate leva as pessoas a perguntarem

Lucas Maciel

Rocket League tem mais de 50 milhões de usuários

LekyChan

mas a taxa da Steam esta de acordo com o mercado, não só digital, mas tbm fisico. Aqui no brasil dependendo do produto as grandes lojas chegam a cobrar 40%. Em questão de loja digital, as outras tbm cobram isso, Google cobra 30%, a apple tbm cobra isso. A Steam não esta fazendo nada diferente do resto do mercado.

syphn

Eu não vejo "exagero" no hate sofrido pela Epic. Ao meu ver, são os consumidores se expressando contra a prática de monopolização adotada pela empresa. Battlenet, Origin não sofrem tanto hate pois os conteúdos exclusivos dessas plataformas são próprios, ou seja, são desenvolvidos pela mesma empresa detentora da Loja.

brunocabral

Falam tanto de taxas da Steam que nem reparam que os preços na Epic ou não são muito mais baratos que os da Steam ou até mesmo mais caros

🌊 2000

teo, você fala disso?

https://uploads.disquscdn.c...

Epic Mac Fadden - ODZ -

Rato no labirinto e o queijo.

A mesma tática extremamente irritante dos jogos mobile, com "recompensas". Não que o fato em si de jogar não gere tal tipo de agrado (matar os inimigos, terminar uma quest são recompensadores) porém é utilizada uma "engenharia psicológica" pra viciar o jogador da mesma maneira que num jogo de poker: com repetições quase irresistíveis.

É isso que considero o replay factor nesses casos.

Epic Mac Fadden - ODZ -

...crossdresser...

Epic Mac Fadden - ODZ -

Acho que até já perdi minha conta.... nem responder eles me respondem....

Franco Luiz

Esse jogo ainda tem publico?

teo venier

Não, é puro e simples capitalismo, 88 é maior q 70 fora grana extra pra ser exclusivo. As ferramentas da steam atende os devs e consumidores, oq a loja da epic tem a oferecer? Não estou falando da unreal engine.

Denyse

A Steam não define os preços dos jogos, quem define é a publisher. A mesma empresa que decide se vai vender exclusivamente na Epic, é a que define os preços na Steam.

E concorrência é ter Steam, Uplay, Origin, GoG, Sites de Key, e eu comprar o jogo na loja que eu quiser, seja por oferecerem melhor preço, serviço, suporte, features, etc. O que a Epic está fazendo não é concorrência, é o oposto disso, está privando os jogadores de escolherem onde querem comprar, obrigando-os a ficarem presos a uma loja que nem se quer conquistas tem.
Ou seja, a tal prática que era p/ ser concorrência acaba virando anti-consumidor.

Exibir mais comentários