Início » Negócios » Amazon apresenta drone que usará para fazer entregas

Amazon apresenta drone que usará para fazer entregas

O drone do Amazon Prime Air consegue percorrer até 24 quilômetros e levar pacotes com pouco mais de 2 kg

Por
05/06/2019 às 18h11

A Amazon revelou nesta quarta-feira (5) o drone elétrico que será usado para realizar entregas. Em sua re:Mars, conferência realizada em Las Vegas, a companhia apresentou um equipamento com design hexagonal que consegue percorrer 24 quilômetros e levar encomendas de até 2,2 kg.

O drone depende de sensores visual, térmico e ultrassônico e de aprendizado de máquina para realizar um voo seguro. A Amazon afirmou que o modelo começará a fazer entregas para o programa Prime Air nos próximos meses, mas não revelou qual será a primeira região a recebê-lo.

O vice-presidente da Amazon para o Prime Air, Gur Kimchi, destacou a segurança do equipamento. Em entrevista ao TechCrunch, ele afirmou que o drone possui uma tecnologia capaz de prever e evitar acidentes que o torna independentemente seguro.

“Eu digo independentemente seguro porque isso está em contraste com outras abordagens, onde alguns dos recursos de segurança estão fora da aeronave. No nosso caso, eles estão na aeronave”, afirmou Kimchi.

Ela conta com seis rotores, câmeras comuns e infravermelho, além de sensores em todos os lados, que percebem o que está distante, como um avião, e o que está próximo, como pessoas no local da aterrisagem.

O dispositivo utiliza modelos de aprendizado de máquina fotogramétricos, de segmentação e redes neurais. Eles servem, por exemplo, para reagir de maneira rápida a um drone que está se aproximando.

O drone da Amazon ainda usa uma técnica de Mapeamento e Localização Simultânea Visual para criar um mapa do que está ao seu redor. O equipamento consegue fazer isso mesmo quando não há informações anteriores ou de GPS sobre o local.

“Nós provavelmente temos o estado da arte dos algoritmos em todos esses domínios”, afirmou Kimchi, ao TechCrunch. A confiança do executivo também é explicada pelo fato de todo o projeto ter sido desenvolvido internamente.

“Controlamos as tecnologias da aeronave desde as matérias-primas ao hardware, ao software, às estruturas, à fábrica, à cadeira logística e, por fim, à entrega”, explicou. Segundo a Amazon, seu drone consegue lidar com falhas em um rotor (ou até dois, em alguns casos).

E, caso precise interromper o voo devido a um imprevisto, ele pode planar até um local seguro. Para encontrar um ponto para aterrisagem, o equipamento usa inteligência artificial, que o ajuda a se afastar de pessoas e objetos.

O Prime Air, projeto da Amazon para fazer entregas com a ajuda de drones, foi anunciado em 2013. Os equipamentos passaram por diversas mudanças e a empresa apresentou outras demonstrações em vídeo. Agora, os drones parecem estar finalmente prontos para chegar ao mundo real. Resta saber quais cidades estarão dispostas a abrigá-los.

Mais sobre: , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.