Netflix decide parar de divulgar número de assinantes

Após atingir a impressionante marca de 270 milhões de usuários, Netflix decidiu parar de divulgar número de assinantes em relatórios financeiros

Emerson Alecrim
Por
Netflix
Netflix decide parar de divulgar número de assinantes (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

A Netflix encerrou o primeiro trimestre de 2024 com quase 270 milhões de assinantes. No período, a plataforma ganhou 9,3 milhões de usuários, número que sugere que a estratégia de bloquear o compartilhamento de senhas está dando certo. Apesar disso, a companhia anunciou o plano de não mais informar quantos assinantes tem.

A notícia pegou investidores de surpresa, pois a divulgação da base de assinantes a cada trimestre é um dos parâmetros que a Netflix usa para mensurar o crescimento ou a desaceleração de seu negócio.

A lógica é simples. Se o número de usuários aumenta, maiores são as chances de ganhos financeiros, especialmente se esse aumento supera as estimativas de analistas.

Em comunicado aos investidores, a Netflix explicou que o número de assinantes era uma medida importante nos primeiros anos da empresa, mas que parâmetros como receita e margem operacional são mais relevantes atualmente. Com isso, a divulgação do número de assinantes deixará de ser feita a partir de 2025.

Investidores desconfiados

De acordo com a Fortune, há investidores que temem que a decisão seja uma forma que a companhia encontrou para evitar percepções negativas sobre resultados financeiros futuros, mais precisamente, sobre o risco de a base de assinantes da Netflix começar a encolher no próximo ano.

Nos últimos meses, a plataforma ampliou o seu número de usuários adotando medidas como o bloqueio de senhas compartilhadas e a criação de um plano mais barato subsidiado por anúncios. O temor de desaceleração vem da possibilidade de essas abordagens deixarem de surtir efeito.

Consequentemente, existe a desconfiança de que a não divulgação da base de usuários em escala trimestral seja uma forma de atenuar esse cenário, se ele se tornar real.

Após atingir a impressionante marca de 270 milhões de usuários, Netflix decidiu parar de divulgar número de assinantes em relatórios financeiros
Prédio da Netflix (imagem: Thiago Mobilon/Tecnoblog)

Quase 270 milhões de assinantes e lucro

Desconfianças à parte, os três primeiros meses de 2024 foram bastante favoráveis para a Netflix. A companhia fechou o período com 269,60 milhões de assinantes em escala global. É um aumento de 9,33 milhões de usuários em relação ao trimestre anterior. Esse total também supera as 3,93 milhões de novas assinaturas estimadas por analistas.

A receita para o primeiro trimestre de 2024 ficou em US$ 9,37 bilhões. Já o lucro líquido registrado é de US$ 2,33 bilhões, o que equivale a US$ 5,28 por ação. Para fins comparativos, o lucro líquido no mesmo período de 2023 ficou em US$ 2,88 por ação.

Para o segundo trimestre de 2024, a Netflix espera alcançar uma receita de US$ 9,49 bilhões com lucro líquido de US$ 2,06 bilhões.

Receba mais sobre Netflix na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados