Início » Negócios » CEO da Disney deixa conselho da Apple antes do lançamento do TV+

CEO da Disney deixa conselho da Apple antes do lançamento do TV+

Com os lançamentos do Disney+ e do Apple TV+ marcados para novembro, Bob Iger não participará de discussões internas da Apple

Por
16/09/2019 às 14h36

A Apple realizou uma mudança em seu Conselho Administrativo a menos de dois meses do lançamento de seu serviço de streaming. O grupo de oito integrantes não contará mais com Bob Iger, CEO da Disney, que também lançará sua plataforma em novembro.

Bob Iger, CEO da Disney (Foto: Divulgação/Disney)

Bob Iger, CEO da Disney

A saída do executivo foi informada à Comissão de Títulos e Câmbio (SEC), equivalente americana à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O anúncio foi realizado em 10 de setembro, dia em que a data de lançamento do Apple TV+ foi revelada.

Iger anunciara em abril que poderia sair do Conselho Administrativo da Apple caso as duas empresas se tornassem concorrentes diretas. Foi o que aconteceu com o desenvolvimento do Apple TV+ e do Disney+.

Até então, o executivo se recusava a participar de discussões sobre uma plataforma de filmes e séries da Apple. Em entrevista concedida em abril à CNBC, ele afirmou que ela ainda era um negócio pequeno na empresa e que sua presença no conselho não era problemática.

A situação mudou com a proximidade do lançamento dos serviços de streaming. Em agosto, ele afirmou a analistas que o serviço da Disney será “tratado como o produto mais importante que a empresa lançou” sob sua liderança.

Tim Cook no anúncio oficial do Apple TV+

Tim Cook no anúncio oficial do Apple TV+

“Tenho o maior respeito por Tim Cook, sua equipe na Apple e por meus colegas do conselho”, afirmou Iger, em nota ao Hollywood Reporter. “A Apple é uma das empresas mais admiradas do mundo, conhecida pela qualidade e integridade de seus produtos e seu pessoal, e sou eternamente grato por ter servido como membro do conselho da empresa”.

A Apple, por sua vez, afirmou que o executivo foi um membro exemplar no conselho e um de seus mais confiáveis parceiros. “Ele é um CEO visionário e dedicado e um modelo para toda uma geração de líderes de negócios. Mais do que tudo, Bob é nosso amigo”, afirmou a empresa.

Iger participava do conselho desde 2011, após a morte de Steve Jobs. O próprio fundador da Apple lhe pediu para assumir sua posição no grupo. Os dois já eram próximos desde 2006, quando Jobs entrou para o conselho da Disney após vender a Pixar para a empresa em um acordo com participação de Iger.

O Apple TV+ será lançado em 1º de novembro com apenas nove produções originais e custará R$ 9,90 por mês. Já o Disney+ chega aos Estados Unidos em 12 de novembro com um catálogo maior por US$ 6,99 por mês. O serviço deve ser oferecido no Brasil em 2020.

Disney+

Com informações: CNET, The Verge.