Início » Celular » Huawei Mate 30 tinha gambiarra para instalar Google Play, mas não mais

Huawei Mate 30 tinha gambiarra para instalar Google Play, mas não mais

Google removeu o aparelho da lista do SafetyNet, que é exigência para rodar seus apps

André Fogaça Por

O Huawei Mate 30 (e Mate 30 Pro) nasceu com um problema que é a falta de aplicativos do Google no aparelho. Uma solução em forma de app apareceu com o nome de LZ Play, mas polêmicas também chegaram junto e agora o Google removeu o aparelho da lista do SafetyNet, o que significa que se antes já era ruim, agora está pior.

Huawei Mate 30 Pro

Não há dúvidas sobre as capacidades dos mais recentes lançamentos da marca chinesa, seja pelo empenho em boas fotos com o Mate 30 ou pelo desempenho de sobra. O problema é que ele foi o primeiro grande alvo internacional que foi alvejado pela guerra comercial entre Estados Unidos e China, saindo de seu país sem nenhum aplicativo do Google e nem mesmo a Play Store.

Uma solução em forma de gambiarra nasceu com o aplicativo LZ Play, que servia de ponte para trazer a Play Store para o produto, e com ela todo mundo de apps que você utiliza neste exato momento. Alguns rumores dizem que a Huawei criou ou ajudou a criar o app, já que APIs da marca estão dentro dele.

O Google percebeu o problema e removeu os Mate 30 da lista do SafetyNet, que é o responsável por avisar se um aparelho é seguro ou não - ele até mesmo pode saber se o Android foi adulterado de alguma forma. Sem este aval, o gigante das buscas bloqueia o acesso do gadget aos seus produtos, como é o caso da loja Play Store.

O curioso é que até semana passada, os Mate 30 estavam na lista de compatibilidade do serviço.

Seja como for, o LZ Play é um aplicativo que exige acesso de administrador e sua fonte é misteriosa, isso abre o Mate 30 para alguém que você não faz a menor ideia quem seja e nem o que fará com acesso privilegiado ao sistema.

Com informações: Engadget, AndroidCentral e Android Police.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Keaton

Ai é fogo. :\

azardo

Sim, vai depender do perfil de utilização de cada um.

Joao

Não roda se o app usar alguma API da Google e o Google Maps por exemplo (tipo o Uber).

Joao

Alguns jogos e apps não funcionam sem a Play Services

Antony

É simples fazer o aparelho se passar por qualquer aparelho que vc queira, desde que haja acesso ao sistema. Apenas um exemplo, tem uma rom para o S7 (que eu usei há algum tempo) que transformava o celular em um Pixel. A Play Store, o Windows (pela USB) e todo o sistema enxergava um Pixel, e o funcionava como tal. Existem as diferenças de hardware, porém essa informação está toda armazenada de forma lógica no sistema, com exceção da Samsung com seu Knox que tem algumas armadilhas no hardware.

azardo

Eu conheci o Aptoide em um set top box de iptv que eu tava testando (não o adquiri, até porque não sou muito fã desses serviços), e pior que instala e atualiza os aplicativos que vc quiser...

azardo

Se o Aptoide funcionar, então, que se lixe!

Keaton

Se baixar do APKPure ou do Amazon roda, né?

Se rodar, PRA MIM, não faz muita diferença... eu já uso Amazon e APKPure/APKMirror mesmo.

Vitor

Mas a questão é: o Magisk mascara o root e o celular que antes já era homologado pelo Google, volta a ficar como "oficial", mas será que adianta esconder que o telefone tem ROOT se o modelo em si não for?

uB.

Agora sim, hahahaha!

Antony

Existem planos para liberar o desbloqueio, conforme já noticiado aqui mesmo no Tecnoblog

Thiago Silva

Roda tudo mano, tipo, na China. Que eles não utilizam os apks do Google mas o ruim é o mundo! Sem isso, so será disponibilizado na China mesmo.

Thiago Silva

Pois é, Trump Malvado suhausah'

Geraldo Lopes

As pessoas não conhecem isso... pelo menos a grande massa de consumidores.

Hemerson Silva

não é, mas e o bootloader bloqueado?

Exibir mais comentários