Início » Internet » HBO Max chega aos EUA para concorrer com Netflix e Disney+

HBO Max chega aos EUA para concorrer com Netflix e Disney+

HBO Max traz séries como Friends e The Big Bang Theory, além de todos os filmes de Harry Potter, Batman e Superman

Felipe Ventura Por

O HBO Max foi lançado nos EUA nesta quarta-feira (27) para o público em geral, após algumas semanas de disponibilidade limitada: ele traz o catálogo da HBO, como o nome indica, mais séries da WarnerMedia como Friends e The Big Bang Theory, além de filmes e conteúdo original. O novo serviço de streaming vai disputar espaço com Netflix, Disney+ e vários outros concorrentes.

HBO Max

O serviço custa US$ 14,99 ao mês, mais caro que Netflix (US$ 12,99 no plano Padrão) e Disney+ (US$ 6,99). Esse é o mesmo preço que a assinatura do canal HBO, e não poderia ser menor para não violar acordos com operadoras de TV paga nos EUA.

Em 2021, a WarnerMedia planeja lançar uma versão mais barata com anúncios. Também no ano que vem, o HBO Max deve ser lançado na América Latina — e talvez venha ao Brasil.

HBO Max tem 10 mil horas de filmes e séries

O catálogo do HBO Max é bem interessante: são mais de 10 mil horas de conteúdo, incluindo todos os oito filmes de Harry Potter, O Senhor dos Anéis, Matrix, Casablanca, Cidadão Kane e toda a biblioteca do Studio Ghibli.

Além disso, há lançamentos mais recentes como Nasce uma Estrela, Coringa, Mulher Maravilha e Aquaman. Em 2021, haverá até mesmo o “Snyder cut” de Liga da Justiça, uma versão editada pelo diretor original Zack Snyder.

Quanto ao conteúdo original, teremos uma reunião de Friends (que será gravada após a pandemia), novos especiais de Hora da Aventura, um spin-off de Game of Thrones chamado House of the Dragon, um spin-off do filme Duna previsto para este ano, um reboot de Gossip Girl e uma série de Lanterna Verde.

HBO Max

É possível criar até cinco perfis individuais, e o serviço oferece coleções de episódios de série e filmes escolhidos por humanos, em vez de um algoritmo.

No entanto, há algumas limitações: por exemplo, não há nenhum conteúdo em 4K nem com áudio Dolby Atmos; a resolução máxima é Full-HD com som Dolby Digital 5.1. A empresa afirma à CNET que 4K HDR, Dolby Vision, HDR10+ e Dolby Atmos estão nos planos.

O HBO Max está disponível para assistir na web, Android, iPhone, iPad, Apple TV, Android TV, Chromecast, PlayStation 4, Xbox One e smart TVs da Samsung. Ficou faltando o Roku e o Amazon Fire TV.

Com informações: TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Uriel Dos Santos Souza (@Uriel)

Vai flopar! Preço alto demais. Disney que possui as melhores propriedades hoje cobra bem menos!
Ai em alguns meses vem noticia dos executivos não saberem pq não tem tantas assinaturas como eles achavam que ia ter! kkk

🤷‍♀️ (@xavier)

A empresa afirma à CNET que 4K HDR, Dolby Vision, HDR10+ e Dolby Atmos estão nos planos.

Será que um app melhor também está nos planos? Porque se o Max usar a mesma “base” do HBO normal, é terrível.

Marcos Oliveira (@marcosoliveiran)

Chega a ser cômico lançar um serviço que vai ter que correr atrás da concorrência, com um preço maior e não ter nem a mesma qualidade técnica dos concorrentes como HDR, 4K.

Júnior Gomes (@Junior_Gomes)

“Em 2021, a WarnerMedia planeja lançar uma versão mais barata com anúncios.” Isso é tudo oque ninguém quer! Um serviço pago (mais caro que os já consagrados) e ainda teria que ver anúncios? Não obrigado.

Felipe Ventura (@felipe)

Essa é uma estratégia que funciona nos EUA para o Hulu: o serviço tem um plano de US$ 5,99/mês com anúncios, e um plano ad-free de US$ 11,99/mês. O Hulu fechou 2019 com 30 milhões de assinantes.

Alex (@wuhkuh)

Como pode lançar algo em 2020 sem 4K e HDR?

Henrique Picanço (@HenriquePicanco)

Eu sou ansioso pelo HBO Max no Brasil. Só por ter o conteúdo do Cartoon Network, Adult Swim e Crunchyroll já se torna um serviço mais atrativo para mim que os outros.

Peterson (@Pet_inusitado)

Produto com potencial, pois possui um acervo e catalogo atrativo, mas com alguns erros na estrategia e modo como desenvolve a “experiencia/vivencia” do cliente, consumidor:

Preço alto se comparado aos principais concorrentes (e fizeram preço promocional em “preorder” de U$ 11,99 por até 1 ano)

Mantem ativos serviços paralelos com parte do acervo ( Cartoon, Crunchyroll, VRV, etc)

Serviços paralelos com varias versões/aplicativos diferentes (exemplo, aplicativo do Cartoon Network, tem 2 diferentes em funcionamento CN Já, e CN Go, e para “unificar e resolver” a situação, lançam um terceiro, CN App

Aparentemente, o Crunchyroll continuará ativo e com preços altos (U$ 7,99 e U$ 11,95) e só uma parte dos animes estará na HBO Max

“Em 2021, a WarnerMedia planeja lançar uma versão mais barata com anúncios.”

A Crunchyroll tem algo similar, onde a versão Free tem acesso em 90% do catalogo, e assiste os episódios apos 1 semana de sua exibição no Japão (nas versões pagas, tem acesso a animes dublados, e acesso 1 hora apos a transmissão no Japão.)
Uriel Dos Santos Souza (@Uriel)

Lembra do serviço da DC?
Caro, mal feito e os executivos não sabiam pq tinham tão poucos inscritos.
É o que vai acontecer com este!

Uriel Dos Santos Souza (@Uriel)

Concordo. Poderia ser este preço com tudo reunido num lugar só!