Início » Internet » Twitter vai bloquear links com discurso de ódio e violência

Twitter vai bloquear links com discurso de ódio e violência

Twitter atualiza política de links inseguros para combater discurso de ódio e comportamentos violentos na rede social

Bruno Gall De Blasi Por

O Twitter anunciou mudanças em sua política de links inseguros nesta terça-feira (28). A rede social passará a bloquear links com discurso de ódio e violência. As alterações nas regras da plataforma entram em vigor a partir da próxima quinta-feira (30).

Twitter vai bloquear links com discurso de ódio e violência

A atualização na política expande as ações da companhia para combater discursos de ódio e comportamentos violentos na rede social. Segundo o Twitter, links com este apelo serão bloqueados pela plataforma. Já as contas que se encarregam de compartilhar esses endereços poderão ser suspensas.

“Nosso objetivo é bloquear links de maneira consistente com a remoção de tweets que violam nossas regras. Começaremos a tomar medidas sob essas diretrizes atualizadas na quinta-feira, 30 de julho”, explica a rede social nesta terça-feira (28) em uma publicação no perfil @TwitterSupport.

Os endereços que forem classificados como inseguros não poderão ser publicados no Twitter após o bloqueio. Em uma página na “Central de Ajuda” da plataforma, a rede social explica que uma mensagem de erro será emitida caso um usuário tente incluir o link em um tweet ou mensagem direta (DM).

Os usuários da rede social também poderão recorrer caso um link seja classificado incorretamente. Para isto, é preciso preencher um formulário no site da plataforma (help.twitter.com) e incluir a URL estendida no campo “Link com problema”, sem qualquer tipo de abreviação.

Com informações: Engadget, Twitter (Central de Ajuda) e Twitter (@TwitterSupport)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tech Nerd 🤓 (@technerd)

Passando para lembrar que nenhum direito é absoluto, ninguém tem liberdade de expressão para cometer crimes.