Início » Gadgets » Fone Bluetooth Edifier W600BT: baratinho com som legal e muita bateria

Fone Bluetooth Edifier W600BT: baratinho com som legal e muita bateria

Edifier W600BT é um headphone básico com som legal, autonomia decente, mas ainda se mostra perdido na categoria

Por
Nota Final 7.6
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Em 2021, a Edifier lançou o headphone Bluetooth Edifier W600BT, uma versão ainda mais acessível do popular W800BT, modelo que deu uma boa agitada no mercado. Embora compartilhe o mesmo design, o novo fone se diferencia pela autonomia e conectividade. São 30 horas de som, ele entrega Bluetooth 5.1 e entrada para cabo de áudio que torna o produto ainda mais versátil.

O gadget desembarcou no país custando apenas R$ 194 e vai disputar espaço com os fones da JBL e da Philips. Será que faz sentido? Eu testei o Edifier W600BT nas últimas semanas e compartilho a minha experiência de uso neste review.

Análise do Edifier W600BT em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises não têm intenção publicitária, por isso ressaltam os pontos positivos e negativos de cada produto. Nenhuma empresa pagou, revisou ou teve acesso antecipado a este conteúdo.

O W600BT foi fornecido pela Edifier por empréstimo e será devolvido à empresa após os testes. Para mais informações, acesse tecnoblog.net/etica.

Design e conforto

Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A Edifier praticamente não mexeu em nada no visual do W600BT e trabalhou em mudanças extremamente sutis. Ele é idêntico ao W800BT e ao W800BT Plus, que eu testei recentemente aqui no Tecnoblog. O formato da concha é o mesmo, assim como as espumas e os botões. Em relação ao W800BT Plus, o 600 aparenta ter plástico simples; com apenas 168 gramas, ele também é mais leve; e perdeu alguns detalhes, como a identificação da marca com efeito metálico.

Edifier W800BT Plus e W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W800BT Plus e W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Mas não é só isso. A economia na estrutura fez o modelo perder um pouco da firmeza e, por consequência, ele fica frouxo na cabeça. Não é uma situação horrível, mas o W800BT Plus, que fica bem firme, consegue me agradar mais. Apesar disso, o headphone aqui analisado não deve incomodar a maioria das pessoas: ele tem um corpo flexível e a ausência da firmeza, de certa forma, contribuiu para o conforto.

O que ainda me incomoda na série W-BT da Edifier é a não possibilidade de dobrar os gadgets para um melhor transporte. Neste modelo, em especial, a empresa poderia oferecer essa flexibilidade, já que um descuido na mala de viagem, por exemplo, pode danificar o produto, afinal a estrutura é muito simples.

Recursos e conectividade

Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Na parte de controles, praticamente não houve mudanças, também. A concha direita recebeu os botões de liga/desliga e emparelhamento, os de volume e a conexão USB-C para alimentação. A esquerda só traz a entrada para cabo de áudio. A marca já envia o acessório na caixa, mas eu achei ele curto demais.

O headphone também não é compatível com o aplicativo Edifier Connect, mas fiquei bem feliz ao saber que o W600BT tem conexão multiponto. Isso quer dizer que, assim como os fones da JBL, este Edifier pode ser conectado simultaneamente a dois dispositivos diferentes e o recurso funcionou bem nos meus testes com um iPhone 12 e um MacBook Pro.

Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Ainda em conectividade, o Bluetooth 5.1 faz parte das especificações do produto. Tanto em música quanto em vídeo, o W600BT tem um desempenho decente. A latência para vídeos praticamente não existe e ele não apresentou vulnerabilidade durante a conexão. Só é uma pena a falta do suporte ao protocolo da aptX, que ficou restrito ao modelo W800BT.

Qualidade de som

Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Na qualidade sonora, o W600BT tem um perfil muito parecido com os demais headphones W-BT, mas é possível notar uma certa inferioridade. Isso não necessariamente representa ponto negativo, afinal não dá para cobrar muito de um fone de entrada. Quando eu comecei a testar o W600BT, confesso que achei a sonoridade meio tímida e até sem graça em algumas faixas. Os graves estão presentes, mas não são acentuados e senti falta de um som mais encorpado. Os médios e agudos até me agradam por serem claros e brilhantes.

Well Be Coming Back, do Calvin Harris, toca neste headphone com bastante vida, o vocal não chega a ser atropelado pelas batidas e outros efeitos, e mesmo em partes mais intensas, ele permanece estável. Na minha opinião, a faixa poderia tocar com uma imersão maior se os graves ganhassem um pouco mais de energia em relação às demais frequências. Ainda assim é uma experiência positiva.

Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Em outro cenário, o rock Beautiful, do Creed, toca bem até chegar na região mais intensa, quando o vocal agressivo e instrumentos ganham força. Nesse cenário, é possível notar uma embolação. Em conclusão, o W600BT oferece uma boa performance em muitos gêneros musicais, mas ganharia mais pontos comigo se os graves ganhassem um pouco mais de atenção.

Microfone e bateria

Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Para ligações e videochamadas, o Edifier W600BT tem microfones que conseguem dar conta do recado. Durante a comunicação, você vai notar bastante a compressão do Bluetooth, mas ela não atrapalha a interação. Em ambientes silenciosos o desempenho é satisfatório, mas em locais barulhentos a experiência é ruim, tendo em vista que eles não filtram o ruído externo.

A autonomia segue como principal chamariz da linha. A Edifier promete 30 horas de som com apenas uma carga. É um número inferior em comparação com o W800BT que entrega impressionantes 75 horas, mas ainda assim está dentro da média do mercado. Nos meus testes, como era de se esperar, o headphone conseguiu tocar por bem mais de 30 horas: eu consegui usá-lo por dois dias com apenas uma carga.

Edifier Edifier W600BT: vale a pena?

Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O Edifier W600BT é uma versão simplificada do W800BT e confesso que a estratégia da Edifier com esse modelo não está 100% clara. Eu deduzo que o objetivo da empresa é atender aquele consumidor que não abre mão de um Edifier, mas não pode desembolsar cerca de R$ 100 a mais para levar o popular 800BT, por exemplo.

Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier W600BT (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Esta versão aqui analisada tem as principais características dos demais fones W-BT: o som é legal, a autonomia é o principal destaque, assim como a versatilidade em usar cabo ou Bluetooth. Tudo isso é positivo, mas deixa o modelo perdido no portfólio, sem diferenciais significativos. Hoje, o W800BT, que custa R$ 245, é o headphone dessa família que mais me agrada, portanto o 600BT não seria a minha primeira opção.

Mesmo sem diferenciais e mostrando que não é um headphone definitivo, eu acredito que este fone tem o seu público. Ele foi desenvolvido para quem não quer nada muito avançado e busca um produto básico, barato e que possa atender bem no dia a dia. Assim é o Edifier W600BT.

Fone Bluetooth Edifier W600BT

Prós

  • Modelo é versátil e permite usar cabo ou Bluetooth
  • Autonomia continua sendo um ponto forte
  • Tem conexão multiponto que funciona muito bem

Contras

  • Ainda sinto falta da flexibilidade para dobrá-lo
  • Senti falta dos graves por aqui
  • Cabo de áudio é muito curto
  • Poderia ter alguns diferenciais
Nota Final 7.6
Design
7
Bateria
9
Conectividade
8
Conforto
8
Graves
7
Médios
8
Agudos
8
Isolamento
7
Recursos
6