IBM Sequoia é o novo supercomputador mais rápido do mundo

Paulo Higa
Por

A IBM desenvolveu um novo computador capaz de fazer 16,32 quadrilhões de cálculos por segundo e conseguiu de volta o título de fabricante do supercomputador mais rápido do mundo. Chamado de Sequoia, o monstrinho será utilizado pela Administração de Segurança Nuclear Nacional (NNSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos e conduzirá simulações de armas nucleares.

O Sequoia é baseado na arquitetura Blue Gene/Q e ultrapassa o recorde do japonês Fujitsu K, que superou 10,51 petaflops (ou quadrilhões de cálculos por segundo) em novembro do ano passado. Os norte-americanos, entretanto, não devem ficar com o título durante muito tempo, já que outro supercomputador da Fujitsu está previsto para ser comercializado ainda neste ano e chegará aos 23,2 petaflops.

IBM Sequoia: nem um pouco compacto.

De acordo com Bob Meisner, diretor da NNSA, o Sequoia permitirá um entendimento mais completo sobre o desempenho das armas e das propriedades dos materais em temperaturas e pressões extremas. Com o supercomputador, não será necessário desgastar ainda mais as armas que estão se deteriorando; basta rodar a simulação no computador da IBM.

Para manter frescos os 1,6 milhão de núcleos de processamento e 1,6 petabyte (ou pouco mais de 1,6 mil terabytes) de memória RAM, o Sequoia é resfriado em sua maior parte por água. Se você não entendeu até agora o que são 16,32 quadrilhões de cálculos por segundo, a IBM deu um exemplo bem interessante: três bilhões de pessoas usando uma calculadora de bolso precisarão realizar um milhão de operações por segundo para atingir um processamento equivalente ao Sequoia.

Aparentemente, o Sequoia não rodará Crysis.

Com informações: SlashGear.

Relacionados

Relacionados