Arquivo Antivírus e Segurança

Malware usa mensagens de texto do Skype para se espalhar

Ransomware criptografa arquivos do usuário e exige pagamento de US$ 200

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Algum conhecido enviou uma mensagem estranha pelo Skype? Pode ser um malware, segundo a empresa de segurança Sophos. No maior estilo MSN, um worm se aproveita da API do Skype para enviar mensagens automatizadas que direcionam a vítima para uma página contendo arquivos que infectam computadores com Windows.

No exemplo da Sophos, a mensagem é algo como “lol, essa é a sua nova imagem de perfil?” seguido de um endereço encurtado com o goo.gl. Ao clicar no link, o usuário baixa um arquivo *.zip com executáveis maliciosos. Se a pessoa descompactar o arquivo e executar o malware, um servidor será iniciado e permitirá que um hacker controle remotamente o PC da vítima.

Mensagem do ransomware espalhado pelo Skype | Clique para ampliar

Só o controle remoto já seria motivo de preocupação, mas, de acordo com a GFI, o malware também pode exibir um aviso meio assustador: o hacker diz que todos os dados do HD foram criptografados e solicita um pagamento de US$ 200 para que a vítima obtenha acesso aos arquivos novamente. Para piorar, a página diz que o usuário baixou conteúdo ilegal e, se a pessoa não pagar o valor especificado, os dados serão enviados para as autoridades.

Essa prática de “sumir” com arquivos, ameaçar o usuário e cobrar uma taxa não é nova: os malwares desse tipo são Ransomwares e muitas vezes não passam de golpes — mesmo após o pagamento, o usuário não consegue reaver seus arquivos. O jeito é reinstalar o Windows, esquecer dos dados antigos e prestar mais atenção antes de clicar em qualquer link.

O Skype afirmou que está ciente do malware e trabalha para mitigar o problema. A empresa também aproveita para recomendar que os usuários instalem a última versão do Skype e apliquem os patches de segurança dos fabricantes.

Com informações: The Next Web.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque