Arquivo Jogos

O criador do Minecraft não quer criar outro Minecraft

Repetir o sucesso do game não faz parte dos planos de Notch, que quer projetos menores daqui para a frente

Giovana Penatti
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Markus Persson, mais conhecido como Notch, é o responsável por Minecraft, jogo tipo sandbox que provavelmente dispensa apresentações. Desde 2009, o game já arrecadou mais de US$ 40 milhões para seu criador e, diante de tanto sucesso, é bem provável que ele tente repetir o feito, certo? Errado.

Notch estava trabalhando em um novo game chamado 0x10c, que se passava no espaço com mais ou menos a mesma proposta de Minecraft – “meu deus você pode fazer qualquer coisa”, como ele mesmo descreve. O jogador, em vez de cumprir certas missões, teria a sensação completa de estar no espaço, podendo programar seu computador de bordo e atirar com lasers em alienígenas, por exemplo. E fazer o que mais quisesse,

Como vários dos projetos que Notch já fez na vida, era uma experimentação, uma ideia que poderia ou não dar certo. Acontece que, por causa de Minecraft, as pessoas esperam algo novo e revolucionário de seu criador. A mídia transforma seus comentários soltos e tuítes em manchetes e os fãs pressionam por novidades. Então, o desenvolvimento de 0x10c deixou de ser divertido e virou uma obrigação.

Notch, o criador do Minecraft

Notch, o criador do Minecraft

Por isso, quando Notch comentou que não estava mais trabalhando em 0x10c e o anúncio virou notícia, mais uma vez veio à tona o motivo pelo qual desistiu do jogo: ele não quer se tornar mais um desenvolvedor de games que entrega menos do que o esperado. E as expectativas, no caso dele, são inevitavelmente altas.

Notch diz que o motivo para ter entrado na indústria foi para criar games gigantes, nos quais fosse possível fazer tudo que ele quisesse. E ele já cumpriu esse objetivo com Minecraft e  o menos conhecido Wurm Online. Agora, o foco vai mudar: após repensar a vida, percebeu que desistir do ramo não era uma opção, já que ele gosta mesmo é de fazer games. Então, vai se dedicar a projetos menores, menos expressivos, mais experimentais e que deixem espaço para falhas – e  menos gente no seu pé. Pelo menos, na teoria.

Então, se a sua expectativa era que Notch fosse um grande visionário da indústria dos games, pode até ser que você esteja certo, mas não é isso que ele quer. E, se ainda quer jogar 0x10c, fique de olho no desenvolvimento de Project Trillek, que um grupo está criando com base no outro game e o próprio Notch está ansioso para ver como vai ficar.

Giovana Penatti

Ex-editora

Giovana Penatti é jornalista formada pela Unesp e foi editora no Tecnoblog entre 2013 e 2014. Escreveu sobre inovação, produtos, crowdfunding e cobriu eventos nacionais e internacionais. Em 2009, foi vencedora do prêmio Rumos do Jornalismo Cultural, do Itaú. É especialista em marketing de conteúdo e comunicação corporativa.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque