Campus Party Recife terá apenas dois dias de duração

O evento não será exatamente uma Campus Party: não haverá acampamento

Lucas Braga
Por

Alô, campuseiros: a Campus Party Recife 2016 está confirmada! Quem quiser participar do evento pode reservar na agenda os dias 20 e 21 de agosto. Isso mesmo: a duração é de apenas dois dias, bem diferente dos tradicionais sete dias dos anos anteriores.

campus-party-recife-interno

A verdade é que o evento não será exatamente uma Campus Party: não haverá acampamento. Não faz sentido manter toda a logística de um camping para apenas uma noite, então quem quiser dormir vai ter que voltar para casa. Conforme levantado pelo Mundobit, será um viradão com 24 horas de conteúdo ininterrupto, divididos em quatro palcos (principal, inovação, ciência e empreendedorismo).

Outra novidade é que a conexão à internet será feita por meio de Wi-Fi, não cabo. Em edições passadas, a organização sempre argumentou que é difícil de assegurar qualidade de acesso para milhares de campuseiros usando acesso sem fio, mas a nova estratégia estará em vigor no evento. É uma forma de diminuir custos, uma vez que é bastante oneroso montar e desmontar uma infraestrutura fixa.

Como a duração do evento é significativamente menor que a do tradicional, o ingresso está bem mais barato. Custa R$ 65, ou R$ 50 caso você seja um veterano do evento. A organização espera 3 mil campuseiros e outros 20 mil visitantes na área aberta ao público, onde há estandes de patrocinadores e empresas que realizam ações promocionais e divulgação de produtos e serviços.

Até o momento, não há nenhum grande patrocinador. A Vivo deixou de patrocinar a última Campus Party de São Paulo, que foi assumida às pressas pela TIM e Telebrás. O local do evento é o Classic Hall e os ingressos já estão disponíveis para venda.

Lucas Braga

Repórter especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Relacionados

Relacionados