Torrent entra na lista negra do Google

Thássius Veloso
Por

Pirataria sempre foi uma dor de cabeça para os engenheiros do Google. Vira e mexe tem algum réu em casos de pirataria dizendo que o maior responsável pela disseminação de conteúdo não oficial é o buscador – o Geohot fez isso. E realmente não há como negar: uma simples busca pode nos trazer aquela música que tanto queremos, sem pagar um centavo por isso.

Na tentativa de evitar ser acusado ainda mais por esse tipo de coisa, o Google atualizou sua lista negra de itens que não podem mais aparecer nas sugestões de busca. Não é que torrent está entre eles?

Google não apresenta mais sugestões relacionadas a torrent

Nada mais de "torrent" nas sugestões do Google | Clique para ampliar

Não que o Google tenha vindo a público para dizer isso. A tal lista negra, que todo mundo sabe que existe, nunca foi divulgada. Ela bloqueia termos relacionados a sexo e pornografia, por exemplo (pode fazer seus testes aí). E agora também restringe buscas relacionadas a torrent.

Ao entrar no Google e começar a digitar algo, o sistema de busca automaticamente começa a oferecer os termos que parecem completar aquilo que você quer pesquisar. Antes, digitando “torr”, o Google oferecia “torrent” e outros termos similares. Era clicar para ele fazer a busca.

Com a mudança, isso não acontece mais. Eu fiz o teste: comecei a digitar “torren”, e nada de completar. Em outro teste, digitei o nome de um filme seguido de “tor”. Mais uma vez, nenhum item complementou a busca.

A busca por aplicativos relacionados a torrent também foi alterada. Tente digitar “utorr” ou “bittorren” para ver se o Google completa o nome dos aplicativos… A resposta é negativa.

Será que os grupos de mídia ficarão mais felizes com essa mudança de comportamento no buscador mais usado do mundo? E será que isso ajuda a diminuir o download de arquivos ilegais?