O Google já disse com todas as letras: o Bing está copiando seus resultados de busca. Eles chegaram a essa conclusão depois de promoverem testes com resultados falsos, claramente manipulados pelo gigante de Mountain View, que depois foram reproduzidos também no Bing. A Microsoft já disse que não está copiando nada, mas voltou a falar sobre o assunto recentemente.

Foi o vice-presidente sênior da divisão de online da empresa, Yusuf Mehdi, quem se encarregou de negar tudo mais uma vez. “Nós não copiamos os resultados de qualquer competidor. Ponto final. Acabou.” O executivo usou um blog dentro do Bing para fazer tal afirmação.

Quanto aos experimentos realizados pelo Google para determinar que a barra de buscas do Bing e o Internet Explorer 8 são os prováveis responsáveis por esse “plágio”, o senhor Mehdi fez questão de chamar isso de “fraude do clique”. Segundo ele, a tática é similar a de spammers que forçam a criação de páginas com resultados de busca fraudulentos.

Mais de mil indícios são usados pelo Bing para determinar se um site merece ou não entrar em seu índice. De acordo com o VP sênior, a rastreamento de cliques de usuários – feito anonimamente e de forma opcional – é apenas um deles.

“Nós temos alguns dos melhores cérebros do mundo trabalhando na relevância e qualidade da busca, e qualquer concorrente acusar uma dessas pessoas de tal atividade [o suposto plágio] é um insulto”.

Com informações: Cnet News.

Relacionados