Polícia de São Paulo recebe denúncias via Twitter e Facebook

Thássius Veloso
Por

A Polícia Militar do Estado de São Paulo está moderninha. A corporação anunciou que vai reforçar a sua presenta nas mídias sociais por meio de contas no Twitter e no Facebook. E tem mais: os cidadãos estão convidados a participarem de uma espécie de patrulha colaborativa, com o objetivo de diminuir a criminalidade nas marginais do rio Tietê e do rio Pinheiros. Se você é paulistano ou assiste ao telejornal com alguma regularidade, sabe que essas são duas vias importantíssimas que vivem dando problema.

De acordo com informações do jornal O Estado de São Paulo, as duas contas nas mídias sociais serão monitoradas dia e noite, durante 24 horas, para que nenhum detalhe seja perdido. Os cidadãos devem ajudar na ação policial avisando sobre pessoas suspeitas e problemas que sejam avistados nos 43 quilômetros de vias que compõem as duas marginais.

Os problemas nas marginais são constantes. A PM informa que, por conta da lentidão no período da manhã e no fim da tarde, esses são os horários em que os incidentes como roubos e arrastões são mais comuns. A corporação pede atenção especial a sujeitos estranhos em motos, visto que esse meio de transporte é muito usado na hora de cometer ilícitos.

As denúncias podem ser enviadas diretamente para as duas contas. A 3ª Companhia do 2º Batalhão de Trânsito, composta de 160 oficiais, está encarregada de analisar as mensagens e direcionar esforços policiais caso seja necessário.

As contas nas redes sociais fazem parte da iniciativa PM nas Marginais. Ambas estão em operação; no Twitter, com pouco mais de 600 seguidores, e no Facebook com mais de 400 amigos.