Arquivo Gadgets

Microfone inovador pode revolucionar as interfaces multitouch

Projeto de pesquisador é capaz de converter qualquer superfície em uma interface sensível ao toque.

San Picciarelli
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Se há uma coisa que podemos considerar como sendo um grande divisor de águas em tudo o que era portátil, esse algo foi o teclado sensível ao toque.

Com a sua chegada, tudo o que conhecíamos mudou de um universo de botões e pequenos teclados para as touchscreens e, posteriormente, aprimoramentos como o multitouch se tornariam uma parte fundamental delas.

Ao que parece, as coisas não pararão por aí…

Mogees: microfone capaz de converter qualquer superfície em multitouch

Bruno Zamborlin é um PhD em Artes e Tecnologias Computacionais pelo IRCAM/Centre Pompidou em Paris (França) e a Universidade de Londres (Reino Unido).

Um dos seus focos principais atualmente é o estudo de interfaces na criação de novos instrumentos e tecnologias musicais. Seu último projeto, o Mogees (Mosaicing Gestural Surface), tem sido bastante comentado e recebeu críticas extremamente positivas. Não é para menos.

Zamborlin conseguiu criar um dispositivo extremamente simples de ser utilizado e que é capaz de transformar virtualmente qualquer superfície em uma interface sensível ao toque.

Mais ainda, ele teve uma sacada incrível ao associar uma variedade ainda limitada de gestos à diferentes sons e efeitos. O que parece ser apenas o começo de uma grande viagem de possibilidades e novas aplicações.

O sistema compreende basicamente duas fases: na primeira, os gestos são capturados através de um pequeno aparelho que mais se parece com um estetoscópio médico. Dentro dele, uma série de microfones tem a função de capturar e produzir uma “imagem em estéreo” a partir dos sons emitidos pelo toque das mãos, continuamente, desde diferentes órbitas ao seu redor.

Em seguida estes gestos são codificados e então combinados à quaisquer tipos de efeitos sonoros, instrumentos musicais, ruídos ou vozes gravadas. Cada gesto capturado dispara um som previamente associado por meio de um software. Dá-se a impressão que o cabo do Mogees esteja provavelmente ligado à um laptop ou tablet, embora não se possa ver isso claramente no vídeo de apresentação do projeto (abaixo).

Não bastasse a sua brilhante ideia ecoar nos quatro cantos do mundo, ela também tem suscitado aplicações das mais interessantes para a sua nova tecnologia. É a primeira vez que se utiliza o som para a captura, codificação e associação com a finalidade de experimenta-los em uma interface de multi-toque.

Muitos já aventam a possibilidade de se associar a codificação capturada por meio dos microfones do Mogee à outros comandos, como por exemplo sermos capazes de atender nossos smartphones apenas tocando a nossa perna, sem sequer tirar o aparelho do bolso.

Literalmente, poderia-se tocar qualquer superfície conectada ao Mogee, executando uma miríade de funções que vão além dos já incríveis resultados que Zamborlin foi capaz de produzir apenas com sons e música.

O efeito é surpreendente. Confira e julgue você mesmo.

Conheça o website pessoal de Bruno Zamborlin.

San Picciarelli

Ex-redator

San Picciarelli é gerente de projetos e mestre em biotecnologia. Fez parte da equipe de redatores do Tecnoblog entre 2011 e 2012, produzindo artigos de assuntos relacionados à tecnologia, inovação e empreendedorismo. Trabalha com esse assunto desde 2006, mas também tem experiência em design e construção de sites.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque