CEO do Cloudflare manda banir conta de site neonazista

Política do Cloudflare é se manter neutro quanto ao conteúdo dos sites que protege

Paulo Higa
Por

O Daily Stormer, site neonazista que ganhou notoriedade durante a semana após ter seu domínio banido da GoDaddy e do Google Domains, utilizava os serviços do Cloudflare para se proteger contra ataques de negação de serviço. Eles foram expulsos nesta quarta-feira (16), e agora sabemos o que aconteceu: o CEO do Cloudflare interviu diretamente no caso.

Para explicar melhor, o Cloudflare tem uma política de ser neutro quanto ao conteúdo dos sites que protege. A empresa atua como uma camada entre o usuário e o servidor que hospeda o site, protegendo as páginas contra ataques, fazendo cache de conteúdo, otimizando a velocidade de carregamento, entre outros — o TB também utiliza os serviços da empresa, que controla 10% das requisições da internet.

No entanto, a empresa abriu uma exceção e decidiu banir a conta do Daily Stormer. O Gizmodo obteve acesso a um e-mail interno enviado pelo CEO Matthew Prince aos funcionários do Cloudflare, explicando que a decisão foi arbitrária e tomada por ele, embora também acredite que isso possa ser “perigoso” para a internet. A mensagem completa pode ser lida aqui. Eis a tradução de alguns trechos:

“Time,

Hoje cedo, o Cloudflare encerrou a conta do Daily Stormer. Paramos de intermediar o tráfego e responder às requisições de DNS para os sites deles. Tomamos medidas para garantir que não possam se cadastrar novamente nos serviços do Cloudflare.

Essa foi a minha decisão. Nossos termos de serviço nos reservam o direito de banir usuários da nossa rede a nosso exclusivo critério. Minha razão para essa decisão foi simples: as pessoas por trás do Daily Stormer são imbecis e eu estava farto.

Para ficar claro: essa foi uma decisão arbitrária. […] Eu acordei esta manhã de mau humor e decidi expulsá-los da internet. […] Foi uma decisão que eu poderia tomar porque sou o CEO de uma grande empresa de infraestrutura de internet.

[…]

É importante que o que fizemos hoje não crie um precedente. A resposta certa para nós é sermos consistentemente neutros. Mas precisávamos ter uma conversa sobre como e por quem o conteúdo online é controlado. Não poderíamos ter essa conversa enquanto o Daily Stormer estava nos usando. Agora, espero que possamos.”

Mais tarde, no blog da empresa, Prince explicou que remover a proteção do Cloudflare deixaria o site sujeito a ataques DDoS, e completou: “Você, assim como eu, pode acreditar que o Daily Stormer é vil. Pode acreditar que o site deve ser restringido. Pode acreditar que os autores do site devem ser processados. Pessoas razoáveis podem e acreditam em tudo isso. Mas ter como mecanismo de controle de conteúdo ataques DDoS feito por hackers vigilantes subverte qualquer conceito racional de justiça”.

Você concorda?

Relacionados

Relacionados