Facebook vai reduzir avisos “vocês agora estão conectados no Messenger”

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 2 anos

Mesmo quem usa pouco o Facebook sabe como a rede social pode ser irritante. Por exemplo, se eu aceito ou faço um pedido de amizade, aparece uma notificação de mensagem que na verdade é só um aviso desnecessário: “vocês agora estão conectados no Messenger”.

Você já deve ter se deparado com isso. Ainda por cima, há uma sugestão de acenar para o contato — o que costuma ser feito por acidente.

Finalmente, o Facebook vai fazer algo a respeito. Segundo o TechCrunch, o Messenger vai perceber que você nunca abre esses alertas para iniciar uma conversa, e vai reduzir o envio deles.

Em comunicado, a empresa diz: “estamos trabalhando para tornar essas notificações ainda mais úteis, empregando aprendizado de máquina para enviar menos delas ao longo do tempo para pessoas que gostam menos de recebê-las”.

O Facebook também diz que “muitas pessoas vêm gostando de ser notificadas quando um amigo entra no Messenger”. Não é o meu caso: eu acabo arquivando esses avisos, e agora reparei que tenho um monte deles:

Para outras pessoas, esse recurso parece ser mais inconveniente do que útil:

Claro, do ponto de vista do Facebook, as notificações são interessantes para aumentar o engajamento. É por isso que você recebe avisos como “Fulano da Silva compartilhou a foto de Tal Página” ou algo do tipo.

No entanto, Mark Zuckerberg prometeu no início do ano que “uma das nossas principais áreas de foco para 2018 é garantir que o tempo que todos gastamos no Facebook seja tempo bem gasto”. Limpar notificações inúteis não se encaixa nisso, eu espero.

Com informações: TechCrunch.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Relacionados