Sony encerra produção do PlayStation Vita

Este pode ser o último console portátil da Sony, se a fabricante não quiser atacar o Switch da Nintendo

André Fogaça
Por
• Atualizado há 2 anos
PS Vita

A Sony oficializou neste sábado de carnaval (2) que o PlayStation Vita está definitivamente descontinuado. O movimento não é novidade para os jogadores, já que a mídia física do console deixou de ser fabricada no ano passado e até a PS Plus deixou de oferecer jogos gratuitos para os assinantes no portátil neste mês.

O PS Vita foi a continuação do sucesso do PSP, primeiro console realmente portátil da Sony e que trouxe o poder de fogo de uma geração para as mãos dos jogadores. Mesmo com jogos de peso, como uma versão de Uncharted apenas para o Vita, o gadget foi lançado junto do começo do crescimento do mercado de jogos para smartphones e tablets, mas apanhou também do Nintendo 3DS.

Outro concorrente que chegou mais recentemente foi o Switch e a vida de um híbrido, que tem poder de console de mesa e a portabilidade que o Vita tem, só que com gráficos muito superiores e um catálogo de jogos first party bastante interessante – com destaques para The Legend of Zelda: Breath of the Wild e Super Mario Odyssey.

O Vita começou a deixar de ser importante antes mesmo do Switch, já que a Sony deixou de criar games próprios para o console dois anos antes da Nintendo apresentar seu produto. A fabricação da mídia física do jogo, que lembra bastante o formato da fita do Switch, foi encerrada no ano passado.

Por fim, fevereiro de 2019 foi o último mês de jogo gratuito dentro da assinatura da PS Plus para o Vita. A Sony não comenta se pensa em criar mais um portátil, ou se vai abordar a mesma ideia da também japonesa Nintendo, com um só videogame que atende quem quer um portátil e quem prefere jogar no sofá, utilizando a TV.

Com informações: Engadget.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
André Fogaça

André Fogaça

Ex-autor

André Fogaça é jornalista e escreve sobre tecnologia há mais de uma década. Cobriu grandes eventos nacionais e internacionais neste período, como CES, Computex, MWC e WWDC. Foi autor no Tecnoblog entre 2018 e 2021, e editor do Meio Bit, além de colecionar passagens por outros veículos especializados.

Relacionados