Início / Notícias / Negócios /

Facebook planeja home office permanente para milhares de funcionários

Mark Zuckerberg espera que, em até 10 anos, metade da empresa tenha migrado para o trabalho remoto

Victor Hugo Silva

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Boa parte dos funcionários do Facebook deverá seguir com o home office mesmo após fim da pandemia do novo coronavírus, causador da COVID-19. Em transmissão realizada em seu perfil nesta quinta-feira (21), Mark Zuckerberg adiantou que, num prazo de 5 a 10 anos, metade dos funcionários terá adotado o trabalho remoto.

Facebook (Foto: Max Pixel)

De acordo com o executivo, o Facebook não oferecerá a opção de home office para todos os funcionários. Em vez disso, a empresa priorizará os mais experientes e com melhor desempenho. Esses profissionais também precisarão fazer parte de equipes que permitam o trabalho remoto e receber a aprovação do líder do seu grupo.

O Facebook começará a mudança para o home office com funcionários dos Estados Unidos e do Canadá. Além disso, a empresa liberou o trabalho remoto em boa parte de suas vagas para os EUA, que também são voltadas para profissionais mais experientes.

A pandemia, é claro, foi o principal fator para as alterações, mas Zuckerberg diz que levou em conta todo o investimento da empresa em soluções que contribuam para a comunicação à distância, como o Portal e o Workplace. “Estamos trabalhando em muitas tecnologias e produtos de presença remota”, afirmou, em entrevista ao The Verge.

“Portanto, se você tem muito tempo em realidade virtual, realidade aumentada e videoconferências, precisa acreditar em alguma capacidade de ajudar pessoas a fazerem o que quiserem, onde quer que estejam”, continuou.

Enquanto o plano de adotar o trabalho à distância para metade dos funcionários não é concretizado, o Facebook se concentra em medidas mais urgentes. A empresa anunciou que, por conta do coronavírus, os funcionários poderão seguir com o home office até o final de 2020.

Os escritórios não deverão ser reabertos antes de 6 de julho e, mesmo quando isso acontecer, a empresa terá algumas medidas de segurança. Os funcionários que optarem por trabalhar presencialmente terão que usar máscaras, verificar a temperatura corporal e manter distância de seus colegas.

Com informações: CNET.