Microsoft vai ter home office permanente para funcionários

Microsoft permitirá que funcionários que se adaptaram ao home office trabalhem remotamente mesmo após a pandemia

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Campus da Microsoft em Redmond (imagem: Stephen Brashear/Microsoft)
Campus da Microsoft em Redmond (imagem: Stephen Brashear/Microsoft)

Por conta da pandemia de COVID-19, várias companhias, como Facebook e Google, prorrogaram o home office para seus funcionários até julho de 2021. Algumas empresas já falam em adotar o trabalho remoto permanentemente, no entanto. É o caso da Microsoft.

Um documento obtido pelo The Verge indica que a Microsoft permitirá que seus funcionários trabalhem de casa apenas alguns dias da semana ou, quando houver aprovação de seus gerentes, de modo permanente.

Aqueles que adotarem o home office permanente deixarão de ter um local fixo de trabalho no escritório, mas, sempre que precisarem ou preferirem ir à empresa, encontrarão espaço para executar suas atividades.

A nova política não vale para todos os postos. A Microsoft afirma que é o caso de funcionários que trabalham em laboratórios, datacenters ou treinamento presencial, por exemplo.

Kathleen Hogan, chefe de recursos humanos da Microsoft, explica que “a pandemia de COVID-19 desafiou todos nós a pensar, viver e trabalhar de novas maneiras”. Trata-se de uma declaração que aponta para uma mudança de cultura dentro da companhia.

A Microsoft já havia deixado claro a seus funcionários que estenderia o home office até o começo de 2021, mas, presumivelmente, a percepção de que o trabalho remoto funciona deu abertura para a adoção permanente dessa modalidade.

Nesse sentido, a flexibilização oferecida pela empresa permitirá até que funcionários mudem de país e mantenham as suas funções, desde que elas possam ser executadas remotamente, é claro.

O home office é tendência, mas há empresas que não são muito favoráveis a essa modalidade. A Netflix é um exemplo. A companhia pretende reabrir seus escritórios assim que houver vacina para a COVID-19 e não defende o discurso do trabalho remoto permanente.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados