Notícias Negócios

Itaú adota nuvem Amazon AWS em contrato de dez anos

Com parceria, Itaú migrará grande parte de sua infraestrutura de tecnologia para Amazon Web Services (AWS)

Emerson Alecrim
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Os recursos da Amazon Web Services (AWS) são utilizados por empresas de todos os portes. Todos os portes mesmo: nesta segunda-feira (30), o Itaú Unibanco entrou para a lista dos grandes clientes da plataforma. A maior parte da infraestrutura de TI do banco será migrada para a nuvem da AWS.

Banco Itaú (Foto: Flickr/thomashobbs)

Banco Itaú (foto: Flickr/thomashobbs)

Com mais de 56 milhões de clientes, o Itaú é a maior instituição bancária da América Latina. O acordo fechado entre as duas companhias fará o banco migrar para a AWS a maior parte dos recursos usados para manutenção dessa base, incluindo sistemas de mainframes e datacenters.

Graças a isso, os principais serviços do banco serão baseados nas nuvens, incluindo as plataformas de call center, internet banking e aplicativos móveis. Além disso, o Itaú aproveitará os recursos da AWS para desenvolver produtos mais seguros e que, ao mesmo tempo, respeitem normas regulatórias.

Entre esses recursos estão ferramentas de analytics, aprendizagem de máquina, banco de dados gerenciado, processamento, armazenamento e segurança.

Todas as linhas de negócios do Itaú serão envolvidas na parceria, incluindo as operações de cartão de crédito (a exemplo da Credicard), seguros e de soluções de pagamento (categoria representada pela subsidiária Rede).

Amazon Web Services (AWS)

AWS (foto: Tony Webster/Flickr)

Faz parte dos planos capacitar milhares de funcionários para uso das soluções nas nuvens. 1.300 profissionais já receberam treinamento.

De modo geral, o banco espera que a parceria permita que novos serviços sejam disponibilizados aos clientes de modo mais rápido e com custos operacionais mais baixos. Via de regra, esses benefícios só são percebidos no longo prazo. Provavelmente, essa é uma das razões para Itaú e AWS terem fechado um acordo de 10 anos.

Na prática, o acordo anunciado hoje representa uma grande expansão da parceria que Itaú e AWS mantinham até então. Só para dar um exemplo, o banco recorreu à Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2) para ter capacidade computacional escalável para transações realizadas via Pix em sua plataforma.

Os valores envolvidos na parceria não foram revelados por nenhuma das partes.

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado Infowester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque